logo-mapfre
Madrid 1,882 EUR 0,02 (+1,29 %)
Madrid 1,882 EUR 0,02 (+1,29 %)

INOVAÇÃO| 09.12.2022

Laddroller: eliminando as barreiras arquitetônicas

Thumbnail user

Conhecemos em profundidade o projeto Laddroller, uma startup nascida na Grécia em 2016 que se tornou uma das finalistas da 5ª edição dos Prêmios Fundación MAPFRE à Inovação Social na categoria de Prevenção e Mobilidade.

Um dispositivo de mobilidade inovador que melhora a vida das pessoas com deficiências físicas e seus cuidadores.

É semelhante a uma cadeira de rodas, mas com algumas características diferenciais chave, como sua elevação em segundos para que o usuário alcance uma posição de pé, e com capacidade para ser baixada novamente utilizando a força das rodas e a gravidade (um processo totalmente mecânico, que evita o risco de obstruções em caso de baterias esgotadas, pois também pode ser usada de maneira manual). Também conta com tração nas quatro rodas, duas rodas dianteiras de maior diâmetro que permitem que pessoas com deficiências possam se movimentar com mais facilidade e autonomia em espaços com pouca acessibilidade e superar terrenos difíceis, degraus, meios-fios e desníveis que podem ser encontrados no ambiente urbano.

E tudo isto também em um dispositivo dobrável, que cabe no porta-malas de carros de médio porte, acessível, com um desenvolvimento de protótipo inovador e que respeita o meio ambiente.

A história por trás da Laddroller

Laddroller nasce como criação do arquiteto Dimitris Petrotos, e como muitos outros projetos, ele surge de uma experiência pessoal. Um de seus clientes, após sofrer um acidente de trânsito e perder sua mobilidade, decide encomendar o projeto de adaptar seu lar para uma pessoa com limitações físicas. Este projeto envolveu baixar todas as tomadas, os móveis da cozinha, armários, ampliar as passagens das portas e tornar o banheiro acessível, entre muitos outros ajustes. Dimitris diz que adaptar a casa às novas necessidades desta cliente foi o mais simples de se fazer, no entanto, tornar a vida mais fácil para ela significava que a vida se tornaria mais difícil para o resto da família, que também morava nessa casa: as tomadas eram muito baixas para eles, o banheiro estava em uma posição desconfortável. Este projeto lhe ofereceu uma pausa para pensar e decidiu procurar uma solução para todos.

“E se em vez de mudar o ambiente doméstico pudéssemos ajudar as pessoas com mobilidade reduzida a se levantarem quando elas quiserem? Não podemos abaixar todo mundo, mas podemos ajudar essas pessoas a se levantarem para que possam olhar seus entes queridos nos olhos”.

Esta é a história por trás do nascimento da Laddroller, um projeto que três patentes depois, catorze protótipos diferentes, muitos cafés e após muitas horas de trabalho e pesquisa, chegou aos Prêmios da Fundación MAPFRE à Inovação Social.

“A principal razão pela qual decidimos apresentar nosso projeto nos prêmios foi para divulgar nosso dispositivo e nosso sonho: oferecer às pessoas com limitações físicas aquilo que elas realmente precisam: autonomia, dignidade e igualdade”.

Um dispositivo inovador e acessível

Nas cadeiras de rodas tradicionais, o usuário deve permanecer continuamente na mesma posição, o que pode originar problemas na circulação do sangue. Contudo, cadeiras inovadoras como as Laddroller promovem diferentes posturas e movimentos do corpo, conseguindo reduzir a probabilidade de sofrer doenças relacionadas à imobilização.

Atualmente, outras cadeiras de rodas inteligentes podem ser encontradas, incluindo protótipos de exoesqueleto no mercado, tanto para pessoas com deficiências quanto para idosos. A principal diferença com a Laddroller é o custo de produção.

Enquanto outros modelos são muito caros e acessíveis apenas para alguns, este protótipo busca ser acessível para todos a partir de materiais duradouros, mas de baixo custo, oferecendo um dispositivo que, apesar de funcionar com bateria, também pode ser usado de maneira 100% manual uma vez esgotada a carga. Além disso, ela é modular, leve, com capacidade para superar meios-fios e degraus, acessível e, certamente, oferece aos usuários a possibilidade de se elevar imediatamente.

Este projeto, além de ter um impacto positivo nas limitações físicas dos usuários, visa também promover um impacto em em suas vidas pessoais: eles se sentirão melhor e, acima de tudo, mais integrados. Espera-se que aqueles que possuam a Laddroller contem com maior igualdade de oportunidades no mundo profissional, em condições similares aos do resto das pessoas sem deficiências, assim como na educação, na vida social e, por fim, serem mais felizes.

“Nosso dispositivo pode oferecer a pessoas com problemas de mobilidade a independência que elas buscam em seu dia a dia: a capacidade de se levantarem para enfrentar as adversidades do ambiente”, diz Dimitris Petrotos, CEO da Laddroller.

Em que fase se encontra este projeto?

Espera-se que durante 2023 vejamos os primeiros usuários desfrutando da Laddroller na Europa. Quanto ao mercado americano, outro mercado alvo para a Laddroller, também será em 2023 quando os primeiros 100 dispositivos serão enviados a Miami (Flórida), onde um ensaio clínico será iniciado com uma equipe de veteranos do exército americano. Após este ensaio, espera-se que a FDA aceite a solicitação para comercializar a Laddroller nos Estados Unidos.

Em termos de planos a futuro, o melhor cenário que podemos esperar é que não tenhamos que continuar com o projeto Laddroller, porque ele não é necessário. Esse seria o melhor resultado possível: não ver estes dispositivos ao nosso redor, porque haveria uma nova cura para ajudar pessoas com problemas de mobilidade. Enquanto isso, continuaremos com o trabalho para que a Laddroller chegue ao maior número de pessoas possível, tornando-a acessível e ajudando a erradicar o estigma que ainda existe. Desejamos que a Laddroller seja vista da mesma forma que uma bicicleta: ela ajuda as pessoas nos deslocamentos e ninguém presta maior atenção quando vê uma”, comentava Dimitris.

A 5ª edição dos Prêmios à Inovação Social de Fundación MAPFRE contou com mais de 200 projetos de todo o mundo tão inovadores quanto a Laddroller. Estes prêmios buscam reconhecer o trabalho daqueles que querem alcançar um mundo melhor, mais justo e igualitário a partir da inovação.

  

ARTIGOS RELACIONADOS: