Madrid 1,796 EUR 0,02 (+1,3 %)
SUSTENTABILIDADE| 25.03.2022

A hora do planeta: apagar a luz para iluminar a causa

Thumbnail user

O passado sábado 26 de março de 2022, de 20:30 a 21:30h, realizou-se uma nova edição da iniciativa “Hora do Planeta”. Mas esta iniciativa vai mais além desta efeméride no último sábado de março. A Hora do Planeta é a maior mobilização ambiental da história. Une a milhões de pessoas de todo o mundo com um simples gesto, apagar por uma hora a luz de nossas casas, empresas, cidades e monumentos, e assim, de uma forma simbólica, contribuir para conscientizar a sociedade sobre as graves consequências da mudança climática.

Uma maneira de conscientizar a sociedade da importância do planeta, que nos oferece tudo aquilo de que precisamos, desde o ar que respiramos até a água que bebemos e os alimentos que comemos. É imprescindível lutar contra os efeitos da mudança climática que vão aparecendo e que defendamos a natureza para salvaguardar a saúde de nosso planeta e, por sua vez, nossa própria saúde e bem-estar.

Como e quando nasce esta iniciativa?

A primeira Hora do Planeta nasce há 15 anos em Sidney, em 31 de março de 2007, como um gesto simbólico para chamar a atenção sobre o problema da mudança climática. Foi impulsionada e concebida pela organização World Wide Fund for Nature (WWF) e a agência de publicidade Leo Burnett, com a intenção de envolver os australianos na mudança climática. O primeiro ano foi um sucesso e semeou a semente de uma maior campanha de mobilização mundial contra a mudança climática. Desde que começou já se tornou um dos maiores movimentos ambientais do mundo, tendo lugar em mais de 200 países e oferecendo um alto-falante para milhões de pessoas e para milhares de empresas e instituições.

No ano passado, apesar de que seguíamos com a pandemia, a campanha conseguiu uma altíssima participação em todo o mundo. Na Espanha tiveram o apoio de milhares de pessoas, 477 prefeituras e mais de 300 empresas que mostraram seu compromisso publicamente, tal como fizemos na MAPFRE apagando as luzes e os letreiros de nossos edifícios e escritórios em 12 países.

Efeitos da mudança climática na Agenda 2030

O ano de 2019 foi o segundo mais quente de todos os tempos e marcou o final da década mais quente de que se tem registro. Além disso, esse mesmo ano, os níveis de dióxido de carbono e de outros gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera aumentaram até níveis recorde.  Se não agimos, a temperatura média da superfície do mundo poderia aumentar uns 3 graus centígrados neste século.

As pessoas vivem em sua própria pele os efeitos da mudança climática, que incluem mudanças nos padrões do tempo, o aumento do nível do mar e os fenômenos meteorológicos mais extremos que possamos observar. Estes efeitos da mudança climática têm um impacto negativo na economia e na vida das pessoas, das comunidades e dos países, especialmente nos mais pobres e vulneráveis.

O consenso científico nos coloca em um momento decisivo se queremos evitar mudanças irreversíveis em importantes ecossistemas e no sistema climático do planeta. A edição 2022 tem lugar em um momento especialmente importante, porque tão somente umas semanas depois da Hora do Planeta, é realizada a COP15 do Convênio das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica, uma ocasião em que se debaterá sobre um novo plano de ação global capaz de deter e reverter a perda de biodiversidade.

O que fizemos na MAPFRE?

Na MAPFRE nos unimos a esta campanha desde 2009, apagando a luz em nossos edifícios e escritórios, e animando todos os nossos funcionários, 32.000 em todo o mundo, a participar de forma ativa com pequenos gestos destinados a reduzir o consumo energético em seus lares.

Nosso compromisso com a proteção do meio ambiente materializa-se em diferentes ações. Em 2030 nos comprometemos a ser neutros em carbono em todos os países onde temos presença e para isso estamos realizando diferentes ações.  Ações que se materializam em objetivos através de uma política de sustentabilidade e do Plano de Sustentabilidade 2022-2024.

Nosso Plano de Sustentabilidade 2022-2024 põe o foco naqueles desafios globais aos que, a partir da nossa atividade, podemos contribuir de maneira equilibrada em três dimensões: ambiental, social e de governança. A sustentabilidade é estratégica para nós porque cada pilar de nosso Plano nos permite continuar avançando em nosso propósito: cuidar do que é importante para você.

Como podemos nos unir a esta iniciativa?

Este ano, pela décima sexta vez, a WWF pede para as pessoas, empresas, governos e organizações de todo o mundo que apaguem suas luzes durante uma hora, no dia 26 de março, entre as 20:30 e as 21:30 (horário local).

Como todos os anos, alguns dos monumentos mais emblemáticos de cada cidade como a Torre Eiffel de Paris, a Porta de Alcalá em Madri ou O Empire State Building de Nova Iorque também se somarão, entre outros 12.000 monumentos icônicos ao redor do mundo.

Esta iniciativa é um apelo para que cada um de nós façamos algo, porque todos somos responsáveis pelo que acontece no planeta. Esta celebração não só tem uma mensagem de conscientização, tem uma mensagem de esperança, já que todos nós podemos contribuir com nossos pequenos gestos diários.

Nossos esforços em matéria de sustentabilidade se veem refletidos em #LaParteQueNosToca, que representa justamente esse compromisso de todos. Um conceito voltado para as pessoas e baseado em fatos e que representa a parte que toca cada um de nós, os milhares de gestos que se somam ao objetivo comum de proteger o planeta e as pessoas. Somando-nos a esta ação colaborativa reforçamos nosso compromisso com o futuro do nosso planeta e, ao mesmo tempo, com nosso bem-estar e o das novas gerações.

«É a hora de agir, temos de apagar a luz para iluminar a causa»

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS:

https://www.mapfre.com/pt-br/actualidade/sustentabilidade/papel-mapfre-gestao-transicao-energetica-justa/

https://www.mapfre.com/pt-br/actualidade/sustentabilidade/alimentacao-sustentavel-pegada-carbono/

https://www.mapfre.com/pt-br/actualidade/economia-pt-br/momento-financas-comprometam-economia-verde/