Madrid 1,796 EUR 0,02 (+1,3 %)

SAÚDE| 17.01.2022

Como ter uma boa saúde mental e superar o Blue Monday

Thumbnail user

Na terceira segunda-feira do mês de janeiro é celebrado o conhecido Blue Monday, considerado a segunda-feira mais triste do ano. Mas o que sabemos sobre este dia e o que podemos fazer para melhorá-lo?

É importante prestar atenção a como nos sentimos se desejamos saber como ter uma boa saúde mental e, ao mesmo tempo, poder enfrentar a nossa segunda-feira e, por que não, a nossa semana com entusiasmo.

Após quase dois anos desta pandemia mundial, é mais importante do que nunca cuidar da saúde mental e do estado de espírito para nosso bem-estar pessoal. Na MAPFRE temos o compromisso de cumprir o ODS 3, que promove garantir uma vida saudável e o bem-estar da sociedade.  Dentro de nossa missão pela saúde, ampliamos nossos serviços com programas de bem-estar, assistência psicológica e consultas por vídeo. Na mesma linha, desde o início da pandemia, oferecemos acesso gratuito à nossa plataforma de saúde digital Savia. Como resultado, a plataforma incorporou 50.000 usuários durante o confinamento elevando o total para 150.000.

 

Como nasceu o Blue Monday?

O Blue Monday nasceu em 2005, quando o psicólogo Cliff Arnall, professor de psicologia da Universidade de Cardiff, afirmou ter encontrado uma fórmula matemática, sem apoio científico, para determinar qual é o dia mais triste do ano.  Em sua fórmulação foram considerados diferentes fatores que têm impacto sobre o comportamento das pessoas. Posteriormente, aprofundaremos na fórmula matemática deste popular dia.

É relevante salientar que a ideia de utilizar esta fórmula surgiu em uma campanha de publicidade da agência de viagens Sky Travel, no Reino Unido, com a intenção de promover a reserva de férias.

 

Janeiro é o primeiro mês e o mais triste?

O que sabemos que está cientificamente comprovado e que pode nos afetar em nosso estado de espírito é a tristeza invernal. Os anglo-saxões falam do “winter blues”, mais conhecida como TAE, Transtorno Afetivo Estacional. É uma forma de depressão experimentada geralmente durante os meses de outono e inverno, coincidindo com uma menor exposição à luz solar.

Esta condição foi relacionada com um desequilíbrio bioquímico no cérebro como consequência das horas de luz mais curtas e menos luz solar no inverno.

 

Saúde mental em tempos da COVID-19

A emergência da COVID-19 originou que os níveis de ansiedade estejam presentes em diferentes formas e em todas as pessoas. Os níveis de ansiedade que atualmente apresentamos são diferentes daqueles em 2020, e obviamente esta situação propicia patologias no âmbito afetivo, como as depressões. A depressão influi na sonolência e na fadiga, o que por sua vez repercute em nosso dia a dia, com a falta de sono e cansaço, piorando assim também nosso desempenho.

Recentemente, em nosso canal de podcast Código Insur_space, em que falamos sobre como transformar a sociedade a partir da Inovação, lançamos um episódio falando do papel desempenhado pelas novas tecnologias, pelas redes sociais e pelo contexto de hiperconexão atual e quais são algumas das pesquisas mais avançadas em saúde mental. Além disso, também abordamos detalhes sobre o uso terapêutico de dispositivos wearables ou de serious games.

Blue Monday, por que acontece e como nos afeta?

Como já explicamos, o famoso Blue Monday nasce de uma fórmula matemática. A equação mede variáveis como o retorno à rotina após as festas de Natal, os esforços durante janeiro e, também, as condições meteorológicas próprias desta temporada de inverno.

Estas variáveis são baseadas em uma fórmula: [C+(D-d)]TI / MNa, que determina como este dia nos afetará. C é o fator meteorológico, D são as dívidas que nos deixaram os gastos do Natal, d é o dinheiro ingressado em janeiro, T é o tempo decorrido desde o Natal, e o l significa o último período em que tentamos, sem sucesso, abandonar algum mau hábito. O resultado disto é dividido por M, nosso nível de motivação, e por Na, nossa necessidade de fazer algo.

Como dissemos, está fórmula não tem evidências científicas, mas explicamos que janeiro é um mês triste pelo período sazonal em que nos encontramos e é que, como observamos, o clima pode influir de maneira significativa em nosso estado de espírito.

A luz solar e como ela afeta nossos níveis de serotonina

O nível de desânimo nesta segunda-feira “triste”, dependerá, em qualquer caso, da meteorosensibilidade de cada pessoa, do transtorno afetivo estacional que falávamos anteriormente, que afeta 15% da população e que origina fortes mudanças de humor com a chegada do frio.

Este distúrbio sazonal tem evidência científica, e é que a luz solar nos fornece vitamina D que afeta nossos sistemas hormonais. E é aqui que entra em jogo a serotonina, um neurotransmissor muito relacionado com o controle das emoções e o estado de espírito, e que está em parte condicionada pela luz solar, pois diminui ao anoitecer e aumenta ao amanhecer.

Por este motivo, com níveis baixos de serotonina nos sentimos mais apáticos, enquanto com níveis mais elevados, nos sentimos mais animados e alegres. No outono e no inverno, há menos horas de luz e mais dias cinzentos ou chuvosos. Portanto, a quantidade de serotonina liberada é mais baixa e isto pode incrementar nossa apatia.

 

luz solar

 

Recomendações para superar o Blue Monday

Embora já tenhamos visto que a nossa saúde mental depende de muitos outros fatores, o Blue Monday é um dia marcado no calendário que certamente nos fará refletir sobre como nos sentimos hoje, especialmente se levarmos em conta que as segundas-feiras não são fáceis.

Portanto, vamos aproveitar este evento e o fato de estarmos no meio da encosta de janeiro para compilar dicas que podem nos ajudar a melhorar nosso estado de espírito e ter uma segunda-feira menos segunda-feira.

 

Terapias de exposição à luz solar

Nos casos em que é diagnosticado e sabemos que estamos diante de um TAE, há certas terapias de exposição à luz solar que podem ser úteis. Como mencionado acima, a luz solar tem uma estreita relação com a serotonina. Aumentar seus níveis repercutirá em uma maior sensação de bem-estar.

 

Objetivos realistas e alcançáveis

Outro ponto que pode contribuir para melhorar nossa segunda-feira é não nos apressar na consecução de nossos objetivos. Estamos nas primeiras páginas do ano e restam mais de 300 pela frente.

Com a chegada do novo ano, a necessidade de passar uma esponja nos leva, muitas vezes, a estabelecermos objetivos ambiciosos, os quais, quando não conseguimos alcançá-los, geram frustração. É por isso que é importante fazer uma boa abordagem inicial dos objetivos. Às vezes, menos é mais. Melhor 2 objetivos realizáveis do que 10 impossíveis. Pense em objetivos que sejam realistas e motivem, sem fazer da realização deles um esforço extremo, mas sim um sentimento de bem-estar A impaciência para ver resultados rápidos é uma das principais causas de abandono, por isso é importante ser paciente, estamos apenas na terceira semana de janeiro.

 

Educação financeira para melhorar a dificuldade de janeiro

Após as festas de Natal, é muito comum falar sobre as dificuldades de janeiro. Se quisermos gastar com responsabilidade, ter uma boa educação financeira pode nos ajudar a economizar e priorizar nossas próximas despesas.

 

Novos passatempos para preencher seu tempo livre

Se você acha difícil preencher seu tempo livre, procure novos hobbies. Aprender um instrumento, ler, ouvir música, compartilhar experiências com outras pessoas, colecionar alguma coisa, inscrever-se como voluntário, jogos de tabuleiro, caminhar ou praticar um novo esporte, passar mais tempo com sua família, desenhar ou pintar, fazer algumas melhorias ou mudanças na casa, cozinhar novas receitas, bater papo e conversar com pessoas com as quais você não está próximo. Todas estas ideias podem nos ajudar a ocupar nosso tempo livre e melhorar nosso estado de espírito para começar a semana com mais vontade e, enquanto estamos nisso, o ano que acaba de começar.

 

Nossa saúde deve ser uma prioridade, antes de tudo

A saúde deve estar no topo de nossas prioridades e, portanto, você deve buscar ajuda quando for necessário. Agora que estamos no meio da sexta onda de contágios, muitos de nós voltamos ao teletrabalho. É importante ter estes espaços de desconexão para separar nossa rotina de trabalho e de nosso tempo de lazer.

Em relação a este último conselho, se você também está passando por um período de estresse com o retorno à rotina, neste decálogo elaborado pela Fundación MAPFRE encontrará algumas recomendações para melhorar seus níveis de estresse.

Para cuidar de maneira integral de nossa saúde também pode nos ajudar fazer exercício regularmente, comer e dormir bem, e manter nossa atividade social com a família e os amigos.

Hoje, no dia em que deveríamos estar nos sentindo mais tristes no ano, pense em como você se sente. Se você se sentir bem, não antecipe que o dia será cinzento e apenas aproveite a segunda-feira.


ARTIGOS RELACIONADOS: