logo-mapfre
Madrid 1,882 EUR 0,02 (+1,29 %)
Madrid 1,882 EUR 0,02 (+1,29 %)

INOVAÇÃO| 29.11.2022

AIUDO, a “startup” que seleciona o cuidador idôneo para cada pessoa segundo suas patologias e seu estado emocional

Thumbnail user

AIUDO foi uma dos semifinalistas na primeira edição dos prêmios à Inovação Social de Fundación MAPFRE. Hoje conversamos com Daniel Ibiza, fundador e CEO de AIUDO, empresa criada em 2015 em Valência, com o propósito de melhorar a qualidade de vida dos idosos através de um atendimento de qualidade em suas casas.

AIUDO, Comprometidos com o emprego digno e de qualidade aposta por cuidadores profissionais com vocação para a prestação de seus serviços. Dentro de sua oferta de serviços, eles contam com: ajuda profissional em domicílio, cuidadores por horas, fim de semana e assistência para pessoas com necessidades específicas, como aquelas que sofrem Alzheimer ou Parkinson.

Desde 2017, eles estão presentes em todo o território espanhol e desde 2020 no Reino Unido. Em 2021, multiplicaram seu faturamento em quatro vezes respeito de 2020 após passar nove meses por Lanzadera, o acelerador de empresas valenciano que apoia empreendedores para que possam transformar seus projetos em realidades empresariais.

Em maio deste ano, eles lançaram seu portal com novos serviços de teleassistência, fisioterapia e nutrição em domicílio para idosos. Graças a seu dispositivo de teleassistência, tanto a família quanto a equipe da AIUDO podem estar informadas 24 horas por dia sobre o estado da pessoa idosa, porque o relógio alertará de qualquer emergência imediatamente.  Nos serviços de fisioterapia, eles oferecem tratamentos adaptados às diferentes necessidades por fisioterapeutas qualificados e experientes e, em termos de nutrição, distribuem menus semanais personalizados nos domicílios.

Começamos a entrevista perguntando a Daniel como surgiu a ideia da AIUDO e nos diz que, como muitos outros projetos deste tipo, ela surgiu de uma experiência pessoal.

“AIUDO surge há cerca de oito anos. Eu tinha estudado trabalho social e tinha feito diferentes estágios com intervenções em pessoas com todo tipo de deficiência, como Parkinson ou doentes renais, etc. Vi a necessidade de encontrar bons serviços de cuidado dentro do setor. Entretanto, o fato diferencial que me fez lançar este projeto foi quando minha mãe adoeceu com câncer e, durante todo o processo de tratamento, precisávamos de uma cuidadora e apenas encontrava serviços tradicionais: serviços que não pormenorizavam os orçamentos, com pouca transparência e zero tecnologia. Foi nesse momento quando tentei incorporar estes valores e estas vantagens na AIUDO”.

O propósito da AIUDO é melhorar a qualidade de vida dos idosos

Os serviços mais procurados entre os usuários são a assistência por horas ou cuidadores internos, pessoal que convive no domicílio com a pessoa. Suas prestações se adaptam ao que cada usuário precisa e às características de cada família: de pequenos mini jobs a casos em que é oferecida cobertura total.

Como trabalhador social, sempre vi que culturalmente associamos os cuidados com uma fase avançada de dependência, quando o problema já está instalado. O que queremos alcançar na AIUDO é, precisamente, conscientizar que o cuidado pode chegar muito antes, como um alívio de tarefas ou um acompanhamento para não estar somente respeitando sempre a autonomia do idoso, diz Daniel”.

“Nós selecionamos cuidadores para pessoas idosas ou jovens com dependência e fazemos isto de maneira 100% personalizada. Analisamos suas características, suas patologias, sua forma de ser, o estado emocional em que se encontra e selecionamos um cuidador idôneo para esse caso específico. Conseguimos ajudar mais de 8.000 famílias que se beneficiaram de nossos serviços”.

Perguntamos a Daniel sobre sua participação nos prêmios à Inovação Social de Fundación MAPFRE e o que para eles representou esta participação em um tipo de convocação como esta. Ele explica que, em 2018, decidiram se apresentar na primeira edição, o que os levou a viver uma experiência muito enriquecedora e que lhes ofereceu muito tanto a nível profissional quanto pessoal. Além disso, acrescenta, o fato de serem semifinalistas permitiu conhecer muitos outros projetos muito interessantes e poderosos.

Estes são prêmios que valorizam o impacto social, a inovação, a tecnologia e, no final, serviços que contribuem com valor para a sociedade, que é nosso propósito. Decidimos apresentar o projeto porque o Instituto de Empresa e a Fundación MAPFRE estavam participando, e porque acreditávamos que podíamos ter possibilidades de obter o prêmio, mas também sabíamos que participavam outras entidades poderosas, com as quais poderíamos gerar sinergias. E não estávamos errados, porque a experiência superou nossas expectativas.

Salto internacional para oferecer cuidado em outras partes do mundo

Quando foram semifinalistas, eram uma equipe de 12 pessoas e agora já há mais de 40 no escritório, além dos cuidadores. Depois de sua participação nos prêmios, eles conseguiram uma rodada de financiamento que permitiu continuar com seu crescimento e lançar mais serviços e verticais, todos orientados a melhorar a qualidade de vida das pessoas com dependência e também dar o salto internacional, começando pelo Reino Unido.

Contar com o suporte da Fundación MAPFRE e da rede de profissionais dos prêmios permitiu que possam fazer parte de um bom círculo de networking e receber muitos conselhos desta rede, o que permitiu sua evolução até onde estão agora.

Daniel explica que seus planos para o futuro incluem continuar na mesma linha de prestar qualidade e seguir com a expansão internacional, alocando parte dos recursos para isso.

Também enfatiza seu compromisso pelo uso de mais tecnologia nos processos. Por exemplo, agilizar os processos de seleção e avaliação dos cuidadores e continuar trabalhando em aplicar a tecnologia dentro dos domicílios. O objetivo da AIUDO é que a tecnologia possa antecipar situações que ainda não ocorreram e alertar de que algo pode acontecer para, desta maneira, focar a intervenção e que o cuidador tenha informações valiosas para estar pendente em todo momento. Há mais de quarenta anos que a Fundación MAPFRE trabalha para alcançar um mundo melhor, mais justo e igualitário, é por isso que reconhecemos as iniciativas que têm um impacto positivo na sociedade com os Prêmios Inovação Social, que reconhecem o esforço e o trabalho de empresas que, como a AIUDO, buscam melhorar a qualidade de vida das pessoas.

 

ARTIGOS RELACIONADOS: