Assembleia Geral Ordinária 2024

MAPFRE
Madrid 1,948 EUR 0 (0,1 %)
Madrid 1,948 EUR 0 (0,1 %)

CORPORATIVO|24.01.2024

A MAPFRE Economics prevê um crescimento da economia global de 2,3% em 2024 e de 2,6% em 2025

Thumbnail user
  • O crescimento econômico continuará diminuindo em 2024, abaixo do potencial e da média das últimas décadas.
  • Em 2024, prevê-se que as dificuldades geopolíticas e outros riscos-chave do passado se mantenham

O crescimento econômico continuará diminuindo em 2024, fruto da inflação elevada e do endurecimento monetário para enfrentá-lo. Assim, a MAPFRE Economics, o Serviço de Estudos da MAPFRE, antecipa para a economia global um aumento do PIB de 2,3% para este ano, seguido de uma recuperação moderada em 2025 até 2,6%. Apesar dessa melhora, continuará abaixo do potencial e da média das últimas décadas. As informações são apresentadas no ‘Panorama econômico e setorial de 2024’, publicado pelo Serviço de Estudos e editado pela Fundación MAPFRE.

A inflação seguirá sua trajetória de baixa e terminará 2024 previsivelmente em 4,4%, para o ano seguinte acalmar-se ainda mais até 3,3%. Este freio na subida dos preços, unido ao enfraquecimento do crescimento, traz uma imagem menos estagflacionária que a de edições anteriores deste relatório, bem como um balanço de riscos mais equilibrado e controlado pelos bancos centrais.

Em 2024, prevê-se que as dificuldades geopolíticas e outros riscos-chave do passado se mantenham. A complexidade das cadeias de fornecimento e sua interconexão e riscos de cauda, que não se manifestaram em 2023, podem ressurgir e testar a resiliência do comércio mundial após as reordenações econômicas globais, com o recente conflito no Oriente Médio e os acontecimentos no Mar Vermelho.

Por áreas geográficas, a contribuição para o crescimento global dos Estados Unidos diminuirá este ano, embora as economias desenvolvidas continuarão tendo um protagonismo maior que as emergentes neste sentido. Assim, espera-se que a potência cresça 1,1% este ano e 1,5% em 2025, sem descartar maiores avanços da inflação devido à desaceleração da demanda e uma menor dependência dos problemas da oferta. A Zona do Euro continuará em situação de estagnação, com previsão de que a atividade econômica continue sendo deficiente e sem motores claros de crescimento, embora possa começar uma recuperação gradual na reta final do ano ou início de 2025. A MAPFRE Economics antecipa um aumento do PIB de 0,6% em 2024 e de 1,6% no ano seguinte.

A Ásia apresenta uma dinâmica de inflação menos confortável, embora esta continue sendo compatível com taxas de crescimento “aceitáveis” e se manterá como principal amortecedor do crescimento global, com uma previsão de 4,5% para este ano e de 4,1% para o próximo. Quanto à América Latina, será afetada pela menor demanda exterior, o que se refletirá no crescimento deste ano, que será previsivelmente de 1,4% e 2,2% para o próximo.

 

Impacto no setor segurador

O setor de seguros continuará a sentir o impacto do aperto financeiro, e a MAPFRE Economics prevê um declínio na subscrição de Não Vida devido à desaceleração cíclica, com um aumento médio de 5% entre 2024 e 2025 globalmente, contra 7,1% esperado em 2023. Entretanto, o desempenho do negócio de poupanças do ramo Vida dependerá da atividade económica e do ambiente das taxas de juro, e espera-se que beneficie de taxas suficientemente elevadas para gerar novos negócios, apesar dos declínios previstos. Espera-se que o negócio de vida como um todo cresça em torno de 7%.

Em geral, o Serviço de Estudos da MAPFRE prevê uma melhoria da rentabilidade do sector, que se deteriorou nos últimos anos devido ao aumento da inflação, às revisões em alta dos prémios de seguro e à moderação do crescimento dos custos das seguradoras. Os rendimentos financeiros das carteiras de investimento das seguradoras contribuirão para esta melhoria da rendibilidade.

Você pode consultar o relatório completo aqui