logo-mapfre
Madrid 1,843 EUR -0,01 (-0,27 %)
Madrid 1,843 EUR -0,01 (-0,27 %)
SEGUROS| 19.12.2022

“Temos uma enorme margem para continuar crescendo e gerando resultados para a MAPFRE”

Thumbnail user
Eduardo Pérez de Lema, CEO da MAPFRE RE, analisa a conjuntura da unidade de resseguro da MAPFRE, que comemora seu 40 aniversário, e que acabou de aumentar seu capital para aproveitar o momento favorável do mercado e impulsionar seu crescimento: “Estamos em um momento em que as empresas solventes, como é o caso da MAPFRE RE, têm a oportunidade de prestar um melhor serviço aos clientes e crescer de forma lucrativa”.
A MAPFRE RE é uma resseguradora global com 19 escritórios distribuídos em todo o mundo, que mantêm relações comerciais com mais de 100 países. É a resseguradora profissional do Grupo MAPFRE e oferece serviços e capacidade de resseguro, proporcionando todos os tipos de soluções de resseguro de acordos e facultativos, em todas as área de seguros de Vida e Não Vida. Ela está entre as 18 primeiras entidades no ranking mundial de resseguradoras.

As operações de resseguro do Grupo MAPFRE foram iniciadas em 1982, o que significa que este ano comemora seus primeiros 40 anos de história. “Acredito que o balanço destas quatro décadas é extraordinariamente positivo”, explica Eduardo Pérez de Lema, CEO da MAPFRE RE, “e que as perspectivas para o futuro também são positivas, porque ainda temos uma enorme margem para continuar crescendo e gerando resultados para o Grupo”.

O negócio de resseguro (sem contar a MAPFRE GLOBAL RISKS, agência de assinatura de riscos globais que opera independentemente, mas que é consolidada no balanço da MAPFRE RE) obteve um resultado líquido em 2021 de 118 milhões de euros: a segunda maior contribuição para o resultado do Grupo, atrás apenas da MAPFRE ESPAÑA. Além disso, a MAPFRE RE é responsável pelo desenho, estruturação e compra das proteções de resseguro de todo o Grupo.

“Temos uma responsabilidade muito relevante em oferecer às empresas da MAPFRE nos diferentes países as ferramentas que lhes permitam competir em igualdade de condições com nossos concorrentes de mercado e estar adequadamente protegidas contra qualquer contingência”.

Precisamente com o objetivo de continuar acrescentando valor ao Grupo, a MAPFRE RE acaba de anunciar um aumento de capital de 250 milhões de euros, “cujo objetivo é, basicamente, permitir aproveitar o atual ciclo de mercado para continuar crescendo e se beneficiar das oportunidades que o mercado de resseguro está gerando para nós neste momento”, explica Pérez de Lema.

“O mercado de resseguro está em um momento de mudança muito relevante agora, após uma série de anos difíceis desde 2017. Estamos em um momento em que a demanda de resseguro supera claramente a oferta disponível, e isso traz como consequência que os preços variem de forma relevante e que as perspectivas de rentabilidade sejam mais favoráveis”.

A MAPFRE RE almeja impulsionar seu crescimento, mas não de forma descontrolada, mas gradativa, como é a marca registrada da MAPFRE. “Eu não acredito em criar empresas de forma acelerada e com pressa, mas que isto seja um processo de amadurecimento que exige tempo. Felizmente, atingimos um nível de maturidade muito relevante e o objetivo é continuar crescendo e desenvolvendo a empresa até consolidar as posições de liderança no mercado. Temos a equipe que precisamos e temos o apoio da MAPFRE. Acredito que o futuro é muito brilhante”.

Com relação aos mercados nos quais o crescimento será baseado, Pérez de Lema não espera mudanças na pegada geográfica. “Operamos em todo o mundo e um dos pontos fortes da empresa é uma diversificação geográfica e de negócios muito relevante. Temos a ambição de avançar em nosso desenvolvimento de negócio em todos os mercados e, dentro disso, eu poderia salientar à Europa continental ou à Ásia-Pacífico, mas sem esquecer também das contribuições muito relevantes da América Latina e dos Estados Unidos”.

Em resumo, o máximo responsável pela MAPFRE RE faz um balanço “extraordinariamente positivo” destes 40 anos de trajetória da unidade. Perguntado por alguns dos arquitetos dos sucessos alcançados nestas quatro décadas, Eduardo Pérez de Lema menciona seus antecessores, José Manuel Martínez, Andrés Jiménez “e, certamente, Pedro Macedo, que foi a pessoa com quem estive mais próximo no trabalho e que infelizmente nos deixou muito cedo”.