MAPFRE
Madrid 2,356 EUR 0,01 (0,43 %)
Madrid 2,356 EUR 0,01 (0,43 %)

SAÚDE| 19.10.2023

A detecção precoce: a maior defesa contra o câncer de mama

Thumbnail user

O câncer de mama é uma das doenças que afeta mais pessoas ao redor do mundo. Todos os anos, mais de 2,3 milhões de mulheres são diagnosticadas com esta doença e cerca de 700 mil não sobrevivem a ela.

A doença afeta principalmente mulheres de todas as idades, a partir da puberdade, e está presente em todos os países. A incidência deste tipo de tumor em homens é muito pequena (menos de 1% dos casos), mas eles também são afetados. Embora alguns fatores, como obesidade, histórico familiar ou consumo de álcool e tabaco, aumentam o risco de sofrer câncer de mama, cerca de metade dos casos de câncer de mama correspondem a pessoas sem nenhum fator de risco. 

Somente na Espanha, 34.740 novos cânceres de mama foram diagnosticados em 2022, de acordo com o Observatório do Câncer da Associação Espanhola contra o Câncer. Esse número representa 30% dos cânceres diagnosticados no país. Com um diagnóstico precoce, as probabilidades de cura podem ser de 100%, e é por isso que as mamografias regulares são de vital importância.

O que é o câncer de mama?

O câncer de mama é uma doença na qual as células dos tecidos mamários se multiplicam sem controle, formando tumores que podem se espalhar pelo corpo e causar a morte. Esse câncer pode começar em diferentes partes da mama, geralmente nos ductos ou lóbulos produtores de leite. À medida que essas células cancerosas se acumulam, elas podem formar um nódulo ou um tumor.

Como o câncer de mama é detectado?

A detecção precoce é fundamental na luta contra o câncer de mama. Quanto mais cedo for detectado, maiores serão as probabilidades de um tratamento efetivo e de uma recuperação bem-sucedida. O diagnóstico precoce, que se refere à detecção do câncer em sua fase inicial, antes do aparecimento dos sintomas ou sinais, tem praticamente 100% de possibilidades de cura. Ele é realizado por meio da mamografia, um exame confiável, simples e seguro, capaz de detectar lesões nas mamas até dois anos antes de serem palpáveis ou invadirem gânglios ou outros órgãos. 

De acordo com a AECC (Associação Espanhola Contra o Câncer), mulheres assintomáticas e sem fatores de risco que não apresentam nenhum sintoma suspeito devem fazer uma mamografia a cada dois anos entre 50 e 69 anos de idade.

No estágio inicial da doença, o câncer de mama não apresenta sintomas, mas depois de alguns meses eles podem aparecer da seguinte maneira: 

  • Alteração no tamanho de uma das mamas
  • Irregularidades em seu contorno.
  • Nódulos nas mamas ou em áreas próximas, como as axilas
  • Alterações na pele, como formação de covinhas ou mudanças de cor
  • Secreção e alterações nos mamilos
  • Cansaço extremo e dor óssea

Se você notar uma mudança na textura das mamas, aparecimento de caroços, vermelhidão, inchaço ou secreção incomum, não hesite em consultar um profissional da saúde e realizar os testes necessários para receber um bom diagnóstico.

Tratamento

O tratamento do câncer de mama depende do diagnóstico individual e de cada paciente, além de seu grau de disseminação aos linfonodos ou outros órgãos e partes do corpo. Geralmente, os seguintes tratamentos são combinados:

 

  • Cirurgia: para remover uma parte do tumor ou sua totalidade (mastectomia)
  • Quimioterapia
  • Radioterapia
  • Terapia direcionada
  • Hormonioterapia
  • Imunoterapia
  • Cirurgia para reconstrução

A importância da pesquisa

A pesquisa desempenha um papel fundamental na busca por tratamentos mais eficazes e, em última instância, por uma cura para o câncer de mama. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, entre 1980 e 2020, a mortalidade por essa doença caiu 40% nos países de alta renda, o que representa uma redução anual entre 2% e 4%. 

A prevenção e a informação são fundamentais neste tipo de doenças. Por isso, a MAPFRE desenvolve iniciativas entre seus funcionários em diferentes países, que envolvem a conscientização e melhoria da saúde. Por isso, a realização periódica de mamografias e o autoexame é fundamental para a prevenção e o diagnóstico. Ter consciência do significado do câncer de mama e a importância de um diagnóstico precoce não é um trabalho a ser feito somente hoje, dia 19 de outubro, Dia Internacional do Combate ao Câncer de Mama, mas sim, todos os dias. 

 

ARTIGOS RELACIONADOS: