Madrid 1,76 EUR -0,07 (-3,83 %)
ZoomTalento Prensa

5
continentes

 

34.000
colaboradores

Assumimos a parte que nos interessa no desenvolvimento sustentável

Trabalhamos com conhecimento e reflexão para criar debate público

M

INOVAÇÃO| 02.06.2021

WOOM e MAPFRE unem forças para ajudar mulheres em processos como gravidez ou menopausa graças à IA

Thumbnail user

Em seus cinco anos de existência, o Woom, um aplicativo móvel criado por e para mulheres, já registrou mais de um milhão e meio de usuários na Europa e na América Latina. Laurence Fontinoy e Clelia Morales, criadoras do aplicativo, conseguiram colocar a tecnologia e a inovação a serviço da fertilidade e da saúde feminina. Agora, elas estão unindo forças com a MAPFRE para aproximar esses serviços a cada vez mais pessoas no México e na República Dominicana.

Graças ao uso da inteligência artificial, o Woom tem conseguido ajudar e acompanhar as mulheres nas diferentes fases da sua vida reprodutiva. Fruto dos desafios pessoais que os suas criadoras vivenciaram na primeira pessoa ao decidirem abordar suas gestações, graças a anos de investigação e dedicação, esse aplicativo com um algoritmo preditivo permite controlar o ciclo menstrual otimizando as hipóteses de gravidez em mulheres que desejam engravidar. Até o momento, mais de 100.000 casos de sucesso foram relatados, um número que sem dúvida deixa suas criadoras orgulhosas. Atualmente, elas estão trabalhando para ampliar o uso de sua inteligência artificial com foco em mais uma etapa da vida da mulher: a menopausa, para que as usuárias tenham as informações e o suporte de que precisam para passar por essa etapa vital da forma mais natural possível e sem tabus.

Neste contexto, a MAPFRE, por meio do insur_space, seu programa fast-to-market para startups, se associou ao Woom para se conectar com o público feminino nos temas que mais impactam sua saúde, criando conteúdos personalizados por meio de comunidades em ambientes seguros. Em uma primeira etapa, graças aos convênios com a MAPFRE BHD, na República Dominicana, e a MAPFRE Asistencia, no México, os serviços serão oferecidos a clientes desses países. Assim, a MAPFRE dá mais um passo em seu propósito de melhorar a vida das pessoas e ajudá-las a cumprir seus objetivos, ao mesmo tempo que ajuda a universalizar os serviços relacionados ao bem-estar e à saúde, tanto física como mental, e a quebrar tabus e estereótipos; nesse caso, muitos daqueles em todo o mundo envolta da fertilidade feminina e da reprodução.

 

 

Empoderar mulheres

Assim como as mulheres que o Woom acompanha, essa startup passou por várias fases e ciclos, todos diferentes, até chegar ao que conhecemos hoje. O aplicativo nasceu em 2016 com uma ideia enquadrada no setor femtech. O termo se refere a startups, geralmente lideradas por mulheres, que utilizam a tecnologia para oferecer produtos e serviços voltados para o atendimento também ao segmento feminino da população. Eles geralmente se concentram, como no caso do Woom, em uma solução voltada para sua saúde e bem-estar. Embora essa startup tenha começado com o intuito de assessorar as mulheres que desejam engravidar (com a ajuda de especialistas), hoje o leque de serviços é muito mais amplo. Atualmente, é considerada, internacionalmente, uma das ferramentas tecnológicas mais confiáveis e bem-sucedidas em saúde reprodutiva. “É um companheiro diário da mulher na saúde e no bem-estar, facilitando o relacionamento entre mulheres de diferentes partes do mundo. Na verdade, criamos uma comunidade global com mais de 50.000 comentários mensais, a mais ativa em espanhol em termos de saúde da mulher”, explicou Clelia.

O algoritmo do Woom, alimentado com dados obtidos de mais de 100 parâmetros da vida de cada mulher, permite o envio de conteúdos altamente personalizados não só sobre fertilidade, mas também sobre esportes, nutrição, saúde mental e saúde sexual. Nessa solução inteligente contribuíram especialistas em IA e em data science de saúde do Vale do Silício (Califórnia, EUA), a base de operações para algumas das principais empresas de tecnologia e startups.

As criadoras explicaram que no mundo das startups de tecnologia, onde lucratividade e crescimento são fundamentais, os investidores só se expõem se forem capazes de ver o potencial de vendas. Embora no setor de femtech os players busquem monetizar por meio dos usuários, a realidade é que as pessoas ainda não costumam pagar para baixar aplicativos. Por isso, atualmente, a Woom optou pelo B2B (Business to Business), vendendo seu produto para empresas em diversos formatos. No caso da colaboração com a MAPFRE, estabeleceram uma aliança estratégica para conseguir um maior compromisso com os clientes da seguradora e um serviço mais personalizado. “Como empreendedoras, é muito importante estudar e escolher com cuidado com quem você deve ter parcerias, pois isso vai influenciar no futuro da empresa”, declarou Clelia.