Madrid 1,65 EUR 0,02 (0,92 %)

INOVAÇÃO| 08.07.2022

A tendência crescente dos eSports e por que todos falam deles

Thumbnail user

Embora para muitas pessoas este conceito ainda seja novo, a realidade é que os eSports existem há muito tempo. Hoje, graças à expansão da Internet e das novas tecnologias, os eSports estão em auge.

Falamos de uma indústria milionária, que conta com ligas internacionais que atraem mais de 600 milhões de seguidores e fãs em todo o mundo. Mas aqueles que ainda não estão familiarizados com o conceito podem estar se perguntando o que eles são e por que todos estão falando deles. Hoje contaremos tudo sobre esta tendência em alta.

A MAPFRE há anos está comprometida com os eSports, especificamente desde outubro de 2018, com a assinatura de um acordo de intenções com as principais figuras do ecossistema dos eSports, como a ESL, a maior empresa independente de eSports do mundo; a Liga de Videojuegos Profesional (Grupo MEDIAPRO), a maior organização de eSports de língua espanhola; e GGTech, a maior organizadora de competições de eSports da área educacional. Com esses acordos, foi dado mais um passo na busca contínua por inovação no setor de seguros.  Além disso, como explicaremos mais adiante, recentemente participamos na criação de um hub de inovação em eSports, continuando com nosso forte compromisso com o mundo do gaming.

O que são os eSports?

Os eSports são competições de videogames multijogadores entre profissionais, apesar de que também existem ligas amadoras. Isto não significa que todos os videogames existentes possam ser considerados eSports. São apenas aqueles em que é permitido competir contra outras pessoas com iguais condições dentro das ligas e com regras, e que podem ser jogados individualmente ou em equipe.

Na atualidade, essas competições lotam estádios, são realizadas em todo o mundo e são até tendência nas redes sociais. Sua expansão originou o crescimento do negócio e cada vez mais empresas demonstram interesse neste novo ecossistema dentro do mundo gaming. Esta tendência esportiva tem profissionalizado as competições de videogames, conferindo outro significado ao mercado gaming.

Quais tendências são esperadas na evolução dos eSports?

Como já foi explicitado, este setor está em tendência e continuará crescendo a um ritmo exponencial nos próximos anos. Então, vamos abordar algumas das tendências que podem ser esperadas neste mundo.

1. Inclusão da rede 5G

É uma das tendências que chega tanto para os eSports quanto para o mundo do gaming em geral. A chegada do 5G tem impulsionado novas possibilidades nesta indústria e em todas as outras. Esta rede foi implementada em algumas cidades e espera-se que este ano seja estendida para o resto do mundo.

O 5G permite incrementar a velocidade de conexão dos usuários, com velocidades brutas que alcançam 10 Gbps, quase 10 vezes mais rápido do que 4G. Trata-se de uma tendência muito esperada para os gamers, porque é muito frustrante para a maioria deles experimentar “lag” ou cortes durante os jogos online. Uma velocidade de conexão mais alta também se traduz em uma melhor experiência de usuário: para o público, significa a possibilidade de assistir a torneios e competições de eSports transmitidos ao vivo em alta definição e com dinâmica interativa.

2. Jogos para dispositivos móveis

Nos últimos anos, a tendência crescente foi a chegada dos jogos de esportes eletrônicos para celulares. Eles são tão populares que muitas empresas estão oferecendo licenças para jogos junto com suas promoções de lançamento. Jogos como Call of Duty: Mobile, PUBG Mobile e Mobile Legends dominam a indústria dos jogos móveis e é inevitável que os fãs dos jogos testemunhem uma iteração de esportes eletrônicos destes jogos móveis.

3. A expansão da realidade virtual

Embora a realidade virtual (RV) não seja nova, é preciso levá-la em consideração no setor gaming por estar ganhando popularidade. Graças a seus avanços em tecnologia, ela não demorará em chegar aos esportes eletrônicos. Que experiências os jogadores podem experimentar devido à realidade virtual? A realidade virtual oferece aos jogadores uma experiência mais imersiva e abre todo um mundo de possibilidades em jogos competitivos. Os jogadores serão capazes de ouvir sons como se fossem da vida real, visualizar movimentos de mãos e braços, sentir-se parte de jogos mais realistas e a oportunidade de interagir com outros jogadores.

4. Penetração do social gaming

Outra tendência que podemos esperar nos eSports e no gaming para este ano são os jogos sociais ou mais conhecidos como social gaming. Este termo faz referência aos videogames online acessados principalmente através das redes sociais.
Este tipo de estratégias crescerá, porque representa para as marcas uma grande oportunidade de aproximação com seu público em um ambiente lúdico e de entretenimento. Isto melhora a retenção das informações e ajuda às marcas a ganhar a confiança e a fidelidade dos consumidores.

5. Mais espectadores do que jogadores

Cada vez mais observamos pessoas que preferem ser espectadores em vez de jogadores. Isto se deve ao crescente investimento e ao interesse por parte das empresas e marcas em entrar neste setor. Isto pode virar o modelo de negócio e os desenvolvedores de videogames teriam que mudar sua maneira de desenvolver os jogos, começando a pensar em designs mais atraentes para grandes audiências.

6. Melhores gráficos

A melhoria dos gráficos é outra das tendências dos eSports e gaming. Fica claro que cada vez veremos personagens mais reais e com movimentos mais humanizados. Estamos evoluindo tanto neste sentido que hoje em dia os jogadores podem incluir seus traços físicos em seus personagens e criar avatares. Este aprimoramento nos gráficos oferecerá uma melhor experiência aos usuários e incentivará mais pessoas a entrarem no mundo gaming.

7. Cloud Gaming

Os jogos na nuvem são um tema que está em alta. Por quê? Porque, como mencionamos anteriormente, os jogadores buscam velocidade e os gigantes tecnológicos estão competindo entre si para lançar novos serviços que prometam velocidades impressionantes.

O cloud gaming é uma forma de executar videogames para que eles sejam abertos em um servidor remoto em vez de no dispositivo do jogador. Isto permite aos fãs gastar menos dinheiro em atualizações de seus dispositivos para se manterem em dia.

A MAPFRE participa na criação do primeiro hub de inovação em eSports

Como já mencionamos, a MAPFRE é uma das entidades que colaborou com Lanzadera, o acelerador de empresas impulsionado por Juan Roig, presidente de Mercadona, que colocou em funcionamento um hub de inovação em eSport para apoiar e financiar empreendedores com projetos que impulsionam novas soluções ou produtos focados em melhorar a experiência em eventos de eSports.

Este hub servirá para compartilhar conhecimento e destacar projetos que resolvam os desafios enfrentados atualmente pelos eventos presenciais dos eSports, como melhorar a monetização nos streamings e eventos físicos, incrementar os incentivos para aperfeiçoar a interação dos assistentes e espectadores na competição para melhorar sua experiência, e utilizar tecnologias que incrementem o valor dos videogames.

Os eSports experimentaram um crescimento exponencial nos últimos anos. Por isso, torna-se imprescindível oferecer a inovação que os empreendedores estão desenvolvendo. Além disso, com o apoio das corporações do hub, temos certeza de que as startups selecionadas desenvolverão projetos que levarão as experiências em eSports ao seguinte nível”, menciona Javier Jiménez, diretor geral de Lanzadera.

As startups selecionadas receberão o apoio de profissionais pertencentes às empresas participantes e de Lançadeira, que acompanharão no desenvolvimento e na execução do projeto. Além disso, eles terão uma bolsa para cobrir as necessidades de validação do projeto e contarão com um espaço de trabalho, que permitirá fazer networking com outros empreendedores.

Para a MAPFRE, que está claramente comprometida com a colaboração com startups, é muito importante poder estar neste projeto, no qual forneceremos às startups participantes toda nossa experiência e conhecimento em inovação, para que elas possam alcançar seus objetivos nas competições de eSports”, declara Juan Cumbrado, diretor de inovação da MAPFRE ESPAÑA.

As startups selecionadas implantarão suas inovações na competição que será celebrada entre setembro e dezembro de 2022. Além disso, conta com uma fase final em Dreamhack Valencia, onde os jogadores finalistas de cada cidade competirão pelos prêmios da competição. O prazo de inscrição está aberto e é possível fazer o cadastro neste link até 4 de julho.

E, finalmente, lançamos esta pergunta: Os eSports se tornarão um esporte oficial dos Jogos Olímpicos? Por enquanto, teremos que aguardar um tempo para ver, porque ainda algumas condições devem ser cumpridas para poder participar dos Jogos Olímpicos, mas temos certeza de que, mais cedo ou mais tarde, eles convencerão o mundo de que são um esporte de pleno direito e que, assim que as marcas o entenderam como uma grande oportunidade, também será para o resto do mundo.

ARTIGOS RELACIONADOS: