Assembleia Geral Ordinária 2024

MAPFRE
Madrid 1,965 EUR -0,01 (-0,25 %)
Madrid 1,965 EUR -0,01 (-0,25 %)

SUSTENTABILIDADE|30.11.2023

A MAPFRE concede ao BNP Paribas seu prêmio de Inclusão Responsável por seu compromisso com as pessoas com deficiência

Thumbnail user
  • A MAPFRE reconhece a política de retenção do grupo financeiro, que chega até a detectar o risco de deficiência, e a formação obrigatória de todos os funcionários dedicada aos riscos psicossociais.

  • O prêmio foi entregue no IV Fórum do Observatório MAPFRE de Finanças Sustentáveis, onde líderes empresariais, acadêmicos e especialistas em finanças debateram sobre o efeito dos investimentos orientados à inclusão social.

    Madri, 30 de novembro. A MAPFRE entregou seu Prêmio MAPFRE Inclusión Responsable 2023 (MIR) ao Grupo BNP Paribas por seu compromisso com a inclusão das pessoas com deficiência e como reconhecimento de sua política específica nesta matéria, no âmbito do IV Fórum do Observatório MAPFRE de Finanças Sustentáveis. Em particular, a entidade obteve uma pontuação alta em todos os pilares que são levados em conta na análise. Nesse sentido, o foco deste ano foi o pilar de “Retenção” e o BNP tem uma política de retenção de pessoas incapacitadas e chega até mesmo a detectar o risco de deficiência. Neste contexto, o treinamento obrigatório de todos os funcionários é dedicado aos riscos psicossociais. 

    No encontro, José Manuel Inchausti, vice-presidente da MAPFRE e CEO Ibéria, sublinhou o papel da empresa em seu compromisso com a sociedade, assinalando que “é com grande satisfação que vemos que as sociedades estão evoluindo muito rapidamente e os cidadãos, os clientes, exigem que as empresas e o resto das instituições tornem a sustentabilidade não apenas um conceito, mas que faça parte de sua estratégia, ou seja, um roteiro que permita não só gerar riqueza exclusivamente material, mas também ética e, especialmente, humana”. 

    O júri que concedeu este reconhecimento destacou, além da política de retenção, a qualidade e o detalhe das respostas do BNP Paribas, bem como o fato de que todas as entidades do Grupo devem aplicar pelo menos um dos 10 compromissos da Carta da OIT sobre Empresas e Deficiência. Para acelerar sua implantação em todo o mundo, eles também lembram que em 2019 foi assinado um acordo de colaboração com a Handicap International para apoiar as equipes de todos os países do Grupo e ajudá-las a reforçar sua política em matéria de deficiência até 2023. Além disso, “não hesita em trabalhar com ergonomistas. Os recursos humanos são conscientizados para a necessidade de contratar pessoas com deficiência, e elas recebem informações periódicas sobre sua acessibilidade. Também são encorajados a declarar sua deficiência”. 

    A esse respeito, Cecilia Boned, presidente do BNP Paribas España, disse após receber o prêmio MIR: “Temos o compromisso com nossos clientes de criar um futuro melhor e mobilizamos muitos recursos para alcançar um impacto positivo, não apenas na área energética, mas também em biodiversidade e inclusão, três esferas que se enquadram sob o conceito de “transição justa”. Incluímos todos em nosso compromisso, começando em nossa organização e continuando com a incorporação da inclusão social em nossas atividades de financiamento e investimento”. 

    Além disso, na mesma jornada foi entregue o Reconhecimento MAPFRE Inclusión Responsable, pelo qual os participantes do fundo de investimento MAPFRE Inclusão Responsável premiam as associações que demonstraram um compromisso destacável com a deficiência. Este ano, a distinção foi entregue ao Centro Pai Menni de Irmãs Hospitalares. Esta é a instituição mais antiga da Galícia (1923), dedicada a prestar atendimento integral a pessoas com deficiência intelectual, proporcionando uma intervenção multidisciplinar e personalizada, em função de suas necessidades, capacidades e preferências. 

    O Fórum contou com duas mesas redondas em que líderes empresariais, acadêmicos e especialistas compartilharam suas visões sobre o impacto das entidades financeiras nos aspectos sociais da sustentabilidade e o efeito social dos investimentos a favor da inclusão. Mirenchu del Valle, presidente da UNESPA e membro fundador da FINRESP, encerrou o encontro. 

    O Fórum, que este ano realiza sua quarta edição, tem sua origem no propósito do Observatório MAPFRE de Finanças Sustentáveis de se tornar um ponto de encontro para as principais instituições acadêmicas e impulsionar o desenvolvimento de instrumentos financeiros, seguros e pensões, que cumpram critérios de investimento socialmente responsável. 

    Compromisso com a diversidade e a inclusão

    No âmbito do seu Plano Estratégico de Sustentabilidade 2022-2024, sob o conceito #AParteQueNosToca, a MAPFRE se compromete a tapar as brechas sociais que nos separam, desenvolvendo o talento das pessoas e fomentando uma cultura diversa e inclusiva sem barreiras geracionais, culturais ou por motivos de gênero ou orientação sexual. Diante deste compromisso, a seguradora tem como objetivo aumentar em até 3,5% as pessoas com deficiência no seu quadro de pessoal e impulsionar a inclusão profissional através de seu fundo de investimento MAPFRE Inclusión Responsable. 

    Além disso, como parte de seu compromisso com a inclusão, a MAPFRE participa ativamente dos Laboratórios sobre Diversidade da Fundação SERES, se encontra aderida às Normas de Conduta para as Empresas em matéria LGBTI, assinou o Código de Princípios de Diversidade Geracional do Observatório Geração e Talento, e participa frequentemente de estudos e mesas redondas que abordam a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas.