Madrid 1,669 EUR -0 (-0,06 %)

SUSTENTABILIDADE| 22.09.2022

Um dia sem carros, uma cidade para os pedestres

Thumbnail user

Você imagina uma cidade desenhada para que passear por suas ruas seja seguro, cômodo e fácil? Uma cidade onde o asfalto seja algo mínimo e não o protagonista?

O dia sem carros, que se celebra todo ano como culminação em toda a Europa da Semana da Mobilidade, celebrada entre o dia 16 e 22 de setembro, tem como objetivo recuperar espaços urbanos para pedestres e ciclistas, conscientizar sobre a poluição e fomentar o transporte público.

Este ano acontecerá a vigésima segunda edição deste evento, com participação de um número cada vez maior de cidades, mas este evento tem sua origem muito mais além do ano 2000. Temos de nos remontar a 1973, quando a crise do petróleo levou muitos países a repensar o modelo de mobilidade existente e ir em busca de alternativas. Já nos anos noventa algumas cidades começaram a promover ações por uma mobilidade mais sustentável e foi no ano 2000 quando a Comissão Europeia instituiu o dia sem carros como uma iniciativa global e oficial.

A parte que nos toca

Como já vimos neste outro artigo, a MAPFRE aposta em uma mudança de mobilidade com a sustentabilidade como foco principal. Através do CESVIMAP, centro de inovação e desenvolvimento, contribuímos para a mobilidade conectada, autônoma, compartilhada e elétrica. Além disso, oferecemos alternativas ao veículo privado de nossos funcionários como transportes que conectam nossas sedes aos principais pontos da cidade, e promovemos a educação e conscientização em mobilidade e sustentabilidade a partir da Fundación MAPFRE

Em muitas ocasiões, não nos damos conta de como é simples optar por uma alternativa ao veículo privado, então hoje vamos ver como podemos nos adaptar a esta nova mobilidade urbana e os benefícios de fazer isso.

Alternativas aos deslocamentos de carro

Você sabia que a média de distância em todos os trajetos urbanos de carro na Espanha não supera os três quilômetros?

Uma distância que poderíamos percorrer com um passeio de p mais de trinta minutos, percorrer em bicicleta em pouco mais de dez ou realizar de forma rápida, tranquila e eficiente em transporte público.

Caminhar

A alternativa mais simples e saudável para trajetos curtos, como são a grande maioria dos percursos urbanos. Apesar de que é certo que as cidades atuais estão desenhadas para o veículo no centro, surgem cada vez mais atuações que recuperam espaços permitindo passeios e deslocamentos a pé.

Transporte público

Ainda tendo em conta as diferenças evidentes entre a rede de transporte público das grandes cidades e outros pontos da geografia, esta é uma das alternativas ao carro mais cômodas e rápidas para distâncias em que caminhar ou andar de bicicleta seja inviável. É uma opção muito mais econômica que o veículo privado e seu uso reduz o congestionamento nas cidades, o que acarreta menor poluição e menos barulho.

Bicicleta ou VMP

Pedalar é uma opção saudável, e segura sempre que sigamos alguns conselhos básicos. Nos últimos anos, também vimos a proliferação de veículos de mobilidade pessoal, essencialmente patinetes elétricos, que apesar de não promoverem saúde ao ser humano, ajudam o meio ambiente eliminando as emissões e nos permitem deslocamentos rápidos e sustentáveis pela cidade. Devemos lembrar de cumprir as normas: não circular por calçadas ou zonas de pedestres, não superar os 25km/h e não usar fones ou telefone celular.

Deixar o carro em casa tem benefícios para sua saúde

Exercício

Lutar contra a vida sedentária (isto é, realizar menos de 90 minutos de exercício por semana) é um dos grandes desafios de nosso tempo, um estilo de vida associado a numerosos problemas de saúde. Realizar exercício físico é essencial, com atividades como caminhar ou pedalar que nos ajudarão a nos manter em forma.

Descanso

O exercício, além de nos manter ativos, tem um efeito adicional: fazer com que cheguemos à noite um pouco mais cansados e assim nossa qualidade do sono tenderá a melhorar. Se descansamos o suficiente, poderemos enfrentar o dia com mais ânimo e disponibilidade.

Menos estresse

Você não perderá tempo em engarrafamentos se decidir caminhar ou andar de bicicleta, não terá de se preocupar em achar estacionamento, e não ficará entediado no trânsito. Além disso, o exercício físico ajudará a liberar endorfinas e a fazê-lo se sentir melhor. E se for usar transporte público, que tal aproveitar esse tempo de tranquilidade para retomar esse livro que você deixou pela metade? Ou para escutar essas canções que sempre o deixam de bom humor?

Um ar de melhor qualidade

Nove em cada dez pessoas no mundo respiram ar contaminado o que, segundo a OMS, causa a morte de mais de quatro milhões de pessoas anualmente se levamos em conta tão somente os dados de poluição ambiental. As emissões de veículos de combustão e a baixa qualidade dos combustíveis são a razão principal desta poluição do ar.

Frente a isto, os resultados que se conseguem com jornadas como o Dia sem carros são esclarecedores: no primeiro dia sem carros em Paris, em 2015, se conseguiu reduzir as emissões em 40%.

E é também benéfico para o planeta

A redução das emissões com as ações do Dia sem carros não só nos permite respirar um ar de melhor qualidade, mas é uma ferramenta fundamental da luta contra a mudança climática.

A mudança no uso de energias de origem fóssil para outras renováveis permitirá reduzir as emissões e, se no seu caso, você não puder abrir mão do carro, você já pensou em adquirir um carro elétrico?

Eliminar ou reduzir o uso do carro é um dos gestos que, como indivíduos, podemos fazer para dar mais um impulso, uma peça mais deste complexo quebra-cabeças na luta contra a mudança climática, a redução da poluição ambiental e, também, a favor da melhora da nossa própria saúde, dos objetivos principais deste dia e da Semana Europeia da Mobilidade. 

 

ARTIGOS RELACIONADOS: