logo-mapfre
Madrid 1,867 EUR 0,01 (0,38 %)
Madrid 1,867 EUR 0,01 (0,38 %)

SUSTENTABILIDADE| 09.09.2022

Dia Mundial do Veículo Elétrico

Thumbnail user

Desde 2020 comemora-se, todo 9 de setembro, o Dia Mundial do Veículo Elétrico, uma efeméride criada por iniciativa das empresas ABB e Green TV para impulsionar o reconhecimento e a adoção de soluções de mobilidade elétrica, pondo o foco na preservação do meio ambiente.

Este ano pretende-se, através de campanhas digitais e presença em diferentes eventos e ambientes políticos, consolidar este Dia Mundial para impulsionar os meios de transporte descarbonizados com zero emissões de CO2 ou o que é o mesmo, os veículos elétricos.

Origens e evolução da mobilidade elétrica

A explosão de popularidade dos veículos elétricos nas últimas décadas talvez nos faça pensar que sua origem é relativamente recente, mas sabia que apareceram antes mesmo que os veículos de combustão?

As descobertas e invenções de Farad e Davenport na década de trinta do século XIX abriram a porta aos primeiros experimentos com veículos movidos à eletricidade. Mas foi em 1881 quando Gustave Trouvé apresentou o primeiro veículo elétrico impulsionado unicamente por eletricidade:  um triciclo com uma velocidade máxima de 12 km por hora e uma autonomia de 26 km.

Bastaram menos de vinte anos para que invenções como as de Nikola Tesla e novos veículos elétricos apresentados na Alemanha ou Estados Unidos abrissem o caminho para a mobilidade elétrica, com uma verdadeira época dourada durante dois decênios.

Já no século XX, a baixa autonomia e a falta de uma infraestrutura adequada para a carga começaram a sobrepor-se às vantagens que tinham popularizado o veículo elétrico nas grandes cidades. Em 1908 Henry Ford apresentou seu icônico Ford Model T e a queda do preço da gasolina e uma maior infraestrutura das estradas fizeram crescer o mercado dos veículos de combustão, que ofereciam maior autonomia.

Ainda assim, desde 1960 e até 1990, ressurgiu o interesse dos fabricantes em soluções elétricas, graças a uma maior infraestrutura de carga como os carregadores de veículos elétricos e a melhora da tecnologia e autonomia das baterias. Mais tarde, a isto somou-se a crescente preocupação pelas emissões de CO2 e os compromissos internacionais pelo clima que puseram o foco e interesse de novo em alcançar novos padrões de mobilidade elétrica, facilitando a explosão atual da e-movilidad.

Benefícios e vantagens do uso de veículo elétrico

Zero emissões

Preocupado com o meio ambiente? Os veículos elétricos não emitem nenhum tipo de poluente ou gás do efeito estufa (GEI). Apesar de que é certo que durante a fabricação de um carro elétrico se gera mais pegada de carbono que durante a de um carro convencional de combustão, as emissões zero compensam rapidamente este fato.

Economia

A carga completa de um veículo elétrico, mesmo realizando-a em casa, pode significar um custo de entre 6 e 8 euros para uma autonomia de uns 400 quilômetros (segundo o tipo de veículo e motor). Se isto não fosse incentivo suficiente, em muitas grandes cidades existem pontos de recarga gratuitos como forma de impulsionar a adoção da mobilidade elétrica.

Além disso, os veículos ECO dispõem de muitas vantagens fiscais, tanto no momento da compra como posteriormente em impostos como a matrícula ou circulação e são cada vez mais acessíveis.

Infraestrutura

A rede de pontos de recarga não deixa de crescer e já não existe a preocupação de onde poder carregar na estrada nosso veículo elétrico, mas esta não é a única vantagem. Em muitas cidades os veículos eco dispõem de zonas de estacionamento reservado e em algumas delas podem circular por corredores de ônibus sem limite de ocupantes, o que facilita muito a mobilidade urbana.  Além disso, cada vez mais podemos encontrar carregadores em estacionamentos públicos e crescem as empresas que realizam a instalação do carregador em nosso próprio estacionamento.

Fiabilidade

Um veículo com motor elétrico tem menos partes móveis e fricções por que sua manutenção reduz-se muito (outro ponto importante de economia) e o número de avarias é significativamente mais baixo. Você poderá esquecer-se, além disso, de trocar o óleo, filtros, correias de distribuição e outras tarefas de manutenção do motor.

Comodidade

Poderá dirigir sem se preocupar com o câmbio de marchas, sem vibrações do motor e desfrutando do silêncio do motor elétrico e uma aceleração constante e suave sem interrupções. São veículos sem embreagem nem caixa de câmbio, o que os torna especialmente fáceis de dirigir.

Os objetivos da MAPFRE em mobilidade e sustentabilidade

Dentro do modelo de Inovação Aberta da MAPFRE, CESVIMAP é um centro de inovação e desenvolvimento dedicado a contribuir para a mobilidade conectada, autônoma, compartilhada e elétrica, implementando soluções inovadoras.

A sustentabilidade é o foco principal, impulsionando as zero emissões, a reciclagem e a economia circular através da formação, a consultoria e o desenvolvimento de soluções, ajudando não só a MAPFRE mas a muitas outras empresas e entidades.

Além disso, a MAPFRE tem objetivos em matéria de mobilidade dentro de nosso plano de pegada ambiental, como são; alcançar 100% de integração da sua frota por veículos ECO, reduzir em 20% as viagens de negócio e implantar o trabalho remoto em ao menos 40%.

Pomos à disposição de nossos funcionários serviços para fomentar a mobilidade sustentável, buscando alternativas ao veículo privado. Estas medidas incluem transportes que conectam algumas sedes aos principais pontos da cidade e ao transporte público, estacionamentos para bicicletas, aluguel de veículos elétricos, pontos de recarga para veículos ECO e um sistema de videoconferência para alcançar nossa meta de limitar as viagens de negócio. 

Nosso objetivo principal em matéria de sustentabilidade é conseguir reduzir em 50% a pegada de carbono do grupo em 2030, conseguir a neutralidade em carbono nos principais países para 2024 e em todos os países em 2030. 

Como tornar mais fácil a transição para o veículo elétrico?

O preço de um carro elétrico costuma ser uma das principais barreiras na hora de fazer a transição, mas existem múltiplas opções para reduzi-la ou superá-la.

Inicialmente, existem numerosas vantagens fiscais na aquisição de veículos elétricos, como bonificações ao imposto de circulação ou iniciativas como Plano MOVALT, na Espanha, que incluem descontos diretos ao preço de aquisição.

Se, ainda assim, a compra de um veículo novo não é viável, a baixíssima taxa de avarias e a fiabilidade dos veículos elétricos faz com que comprar um carro de segunda mão seja uma opção muito recomendável, já que os preços são muito mais acessíveis e seguiremos contando com a tranquilidade que oferece a escassa manutenção deste tipo de veículos.

Por último, existem modelos de assinatura como o leasing ou outros planos mensais que incluem outros serviços como seguros e que ajudam a reduzir a barreira de entrada do preço.

Como vemos, a mobilidade elétrica não é somente mais uma opção. É a alternativa real para conseguir a descarbonização das cidades e o cuidado do meio ambiente. O impulso e compromisso das instituições e empresas e dos cidadãos não deixa de crescer, facilitando a transição para este modelo, por isso, o Dia Mundial do Veículo Elétrico é um momento ideal para impulsionar a mudança.

 

ARTIGOS RELACIONADOS: