MAPFRE
Madrid 2,36 EUR 0 (0,17 %)
Madrid 2,36 EUR 0 (0,17 %)

SUSTENTABILIDADE| 03.07.2023

Mobilidade de última milha: o desafio de ser mais rápido e sustentável

Thumbnail user

À medida que mais pessoas compram diariamente mais produtos através da Internet, a necessidade de entregar estes pedidos de maneira rápida e eficiente aos clientes se tornou uma questão chave. De fato, associamos o conceito de e-commerce ao imediatismo.

A Internet coloca à nossa disposição inúmeros catálogos de produtos ao redor do mundo que permitem que você obtenha o que quiser, e de onde deseja, em 24 ou 48 horas. Mas qual é o impacto de todas essas entregas em nossas cidades e em nosso planeta?

O que é a logística de última milha?

O processo que o seu pedido segue desde que você clica em “adicionar ao carrinho” até que o entregador chega ao seu endereço não é simples, embora seja muito rápido. Primeiro, o seu pedido deve ser confirmado no armazém principal, depois acontece a embalagem e ele é enviado ao centro de distribuição de sua área. Quando chega ao ponto de logística mais perto de você, um entregador será o responsável por levá-lo até o destino.  É aqui onde entra em ação o conceito americano de last mile (mobilidade de última milha), que pretende otimizar o passo final até a chegada do produto em seu lar.

É a etapa final da cadeia de logística e abrange a menor distância entre o centro de logística de sua região e sua casa.

Benefícios de otimizar a mobilidade de última milha

A mobilidade de última milha sustentável pode ter um impacto positivo tanto no meio ambiente quanto na qualidade de vida das pessoas. Estes são os principais: 

  1. Redução de emissões: Ao utilizar veículos mais eficientes e sustentáveis, como automóveis ou vans elétricas, bicicletas, scooters e outros veículos de distribuição elétricos, reduzir as emissões de gases do efeito estufa e a poluição é possível. Estes veículos produzem menos ou nenhuma emissão de escapamento em comparação com os veículos de combustão interna, o que contribui para mitigar a mudança climática e melhorar a qualidade do ar nas áreas urbanas. 
  1. Redução dos congestionamentos de tráfego: É possível ajudar a reduzir o congestionamento do tráfego utilizando veículos menores e ágeis, que ocupam menos espaço na estrada. Isto pode significar um impacto positivo na fluidez do tráfego, reduzir os tempos de viagem e diminuir a necessidade de construir novas infraestruturas de transporte. 
  1. Otimização de rotas e entregas: Ao utilizar tecnologias de planejamento e acompanhamento, é possível otimizar as rotas de entrega, reduzindo a distância percorrida e o número de veículos necessários. Isto implica uma redução no consumo de combustível e nas emissões, bem como um uso mais eficiente dos recursos.

Como a logística de última milha é aplicada?

O objetivo principal da mobilidade ou logística de última milha é otimizar a entrega de produtos ou serviços, minimizando custos, reduzindo os tempos de entrega e melhorando a experiência do cliente. Para isso, as empresas e as cidades estão adotando diversas estratégias, como a otimização de rotas, o uso de tecnologia avançada de acompanhamento e planejamento, e a implementação de veículos mais sustentáveis e ecologicamente corretos.

Utilização de veículos especiais: Conforme mencionado acima, as empresas podem empregar veículos de distribuição desenhados especificamente para a mobilidade de última milha. Estes são veículos mais adequados para distâncias curtas e podem ter acesso a áreas urbanas congestionadas, questão que facilita uma entrega mais rápida e eficiente.

Rotas e planejamento otimizados: Utilizando algoritmos e software de planejamento de rotas, é possível otimizar os caminhos de entrega para minimizar a distância percorrida e o tempo empregado. Isto ajuda a reduzir os custos de combustível e melhora a pontualidade nas entregas.

Centros de distribuição urbanos: O estabelecimento de centros de distribuição mais próximos das áreas de maior concentração de clientes permite reduzir a distância total de entrega. Estes centros podem ser menores e estar localizados de maneira estratégica para agilizar a mobilidade de última milha.

Uso de tecnologia de acompanhamento e notificações: Fornecer aos clientes informações em tempo real sobre o estado de sua entrega, como o acompanhamento do pacote, pode melhorar a experiência do cliente e reduzir a ansiedade relacionada à espera. Além disso, as notificações por mensagem de texto ou e-mail podem alertar o cliente sobre a chegada iminente do pacote.

Colaboração com os serviços de entrega: As empresas de comércio eletrônico podem se aliar a serviços de entrega existentes, como empresas de mensagens ou serviços de transporte compartilhado, para aproveitarem suas infraestruturas e capacidades de entrega.

Uso de opções de entrega flexíveis: O oferecimento de opções de entrega flexíveis, como a entrega em horários específicos ou em pontos de coleta convenientes, permite aos clientes escolher a opção mais adequada às suas necessidades. Isto pode reduzir as tentativas frustradas de entrega e melhorar a satisfação do cliente.

Adoção de soluções de micrologística: As soluções de micrologística, como armários de entrega automatizados ou pontos de coleta em lojas físicas, podem simplificar e agilizar a entrega de pacotes. Os clientes podem coletar seus pedidos em locais próximos à suas casas ou locais de trabalho economizando tempo e reduzindo a dependência da entrega porta a porta.

Estes benefícios demonstram como a mobilidade de última milha sustentável pode ter um impacto positivo tanto no meio ambiente quanto na qualidade de vida das pessoas, reduzindo a poluição, melhorando a eficiência logística e promovendo a transição para um modelo mais sustentável de transporte e entrega de produtos.

Na MAPFRE Open Innovation e em nosso centro CESVIMAP abordamos a mobilidade conectada, autônoma, compartilhada e elétrica, graças ao desenvolvimento, experimentação e implantação de soluções inovadoras não apenas em mobilidade, mas que também ajudem à MAPFRE a transformar o setor segurador.

ARTIGOS RELACIONADOS: