Madrid 1,774 EUR 0,01 (0,8 %)
ZoomTalento Prensa

5
continentes

 

34.000
colaboradores

Assumimos a parte que nos interessa no desenvolvimento sustentável

Trabalhamos com conhecimento e reflexão para criar debate público

M

SUSTENTABILIDADE | 23.12.2020

Seis dicas para deixar suas festas mais sustentáveis e reduzir o desperdício

Thumbnail user

Digestões pesadas, contas no vermelho e dezenas de presentes inúteis. São situações que fazem parte do imaginário popular nessas datas. Entretanto, a pandemia ameaça as festas do modo como as conhecemos, limitando os encontros familiares e com amigos, e as aglomerações em lojas e restaurantes. E cada vez mais pessoas se perguntam se este não poderia ser o ano em que repensamos as festas de Natal e encerramos o consumismo excessivo a que estamos acostumados. 

A COVID-19 não descansa no Natal, e já assumimos que as celebrações deste ano serão diferentes. A Itália já anunciou que manterá o toque de recolher a partir das 22 horas, não permitirá reuniões de mais de seis pessoas e não autorizará a mobilidade entre as regiões.

Em uma entrevista recente, o reconhecido conferencista sobre desenvolvimento humano Mario Alonso Puig ressaltou que a pandemia poderia servir para nos “dar mais valores humanos e deixarmos de viver tão presos na matéria pura”. Nesse sentido, as organizações ambientais incentivam a população para que 2020 seja o ano que em demos basta ao desperdício associado a essa época.

Comer prato atrás de prato até ficar com dor de estômago e comprar dezenas de presentes por puro compromisso não é a única forma de viver as festas de fim de ano. Na internet há diversos recursos gratuitos com ideias para aproveitar as férias de forma mais sustentável. Vamos ver algumas dessas recomendações.

Para os presentes: comércio local e experiências

Um conselho muito repetido nessas datas é, simplesmente, comprar menos. E, quando comprar, priorizar os pequenos comerciantes, o comércio justo e de quilômetro zero.

Há pouco, falamos da situação difícil pela qual o mundo da cultura passa, com 89% do patrimônio mundial fechado total ou parcialmente. Uma opção para ajudar esse setor tão prejudicado pela pandemia é presentear com entradas para espetáculos ou experiências que possam ser realizadas com respeito às medidas de segurança.

Decoração natalina tipo DIY

De acordo com um relatório realizado pela organização Carbon Trust, a pegada de carbono de uma árvore artificial, fabricada com plásticos que não se degradam como o PVC, é de aproximadamente 40 kg de CO2. Nesse caso, não há uma solução muito fácil, porque usar uma árvore natural durante um mês e depois jogá-la fora não é nem de longe uma opção eco-friendly. Então os Ecologistas en Acción recomendam que “se você optar por ter uma árvore de natal dentro de casa, o melhor seria utilizar uma espécie nativa e se informar proativamente a respeito dos cuidados necessários para sua sobrevivência e bem-estar”. 

Incentivar as crianças da casa a criar as decorações de natal ou reutilizar os objetos dos anos anteriores é uma forma de reduzir o consumo desses objetos, que geralmente são de plástico, além de proporcionar um tempo agradável com a família.

O menu natalino sustentável é feito com produtos frescos, locais e da estação

Alguns ingredientes tradicionais da véspera de Natal viajam mais de 5 mil km antes de chegar aos nossos pratos. Por isso, recomendamos a todos que desejam reduzir o impacto ambiental de seus alimentos de Natal que pesquisem receitas em que os ingredientes principais sejam produtos locais, frescos e da estação. 

Reduzir o consumo de energia com luzinhas de LED

As luzes de LED consomem até 90% menos energia que as tradicionais. Priorizar o uso desse tipo de luzinha e limitar as horas em que elas ficam acesas pode ajudar a reduzir seu consumo energético durante as festas e também a conta de luz.

Menos embalagens também nas festas

Todos os anos, no Reino Unido, vão para o lixo 83 km2 de papel de presente, quantidade suficiente para cobrir a ilha de Formentera, de acordo com a associação ambientalista ECODES.

A maneira como empacotamos os produtos que compramos é um dos focos da luta ambiental ao longo do ano todo, mas isso têm uma relevância ainda maior nas festas de fim de ano. Por isso, é importante atentar não somente para aquilo que compramos, mas também sobre como empacotamos os presentes.

Uma forma mais sustentável (e vintage) de embalar os produtos é usar papel de jornal em vez de comprar um papel de presente novo (e que irá para a lata de lixo logo depois de rasgado).