Madrid 1,796 EUR 0,02 (+1,3 %)

SAÚDE| 18.02.2022

Treinamentos para fortalecer o sistema imunológico

Thumbnail user

A pandemia global tem aumentado o interesse no que podemos fazer para ajudar a fortalecer o sistema imunológico, mas a realidade é que, além de suplementos ou alimentos específicos, o principal é manter hábitos de vida e alimentação corretos, além de ser consistente com nossas rotinas de treinamento.

Mas como podemos fortalecer nosso sistema imunológico? Os especialistas são claros neste sentido. Não há receitas mágicas que possam transformar nosso organismo em uma espécie de fortaleza contra a COVID-19 ou contra outros patógenos, mas fatores que nos permitam estar melhor para enfrentar o vírus.

Há pouco menos de um mês, lançamos nossa campanha KM de Confiança, que ajuda a cumprir os objetivos de treinamento de sete protagonistas que foram selecionados para que nossos coaches elaborem um plano de treinamento personalizado e alcancem seus objetivos. Além disso, qualquer pessoa pode se unir a #KmDeConfianzaMAPFRE através do App que pode descarregar em Google Play ou App Store, e que oferece planos, desafios, prêmios, dicas de motivação, etc.

O exercício físico pode fortalecer o sistema imunológico?

O exercício físico não é o único aspecto que pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, mas é uma das chaves para manter um sistema imunitário saudável e resistente. Outros fatores importantes que devem ser considerados são: uma dieta equilibrada, acompanhada de bom descanso, manter um peso saudável, evitar maus hábitos, como o alcoolismo ou o tabagismo, minimizar o estresse e, como adiantamos, realizar atividade física regularmente[1].

 

  1. Exercícios ao ar livre para fortalecer o sistema imunológico

 

Realizar exercício ao ar livre é uma das melhores formas de melhorar o sistema imune. Uma sessão de running ou uma caminhada ao sol oferecerá uma dose de vitamina D, que contribui para o funcionamento normal do sistema imunitário.

 

DEPORTE AL SOL 731

 

  1. Treine e melhore com exercícios cardiovasculares e de força

 

É importante realizar treinamentos que combinem diferentes tipos de exercícios para conseguir a rotina mais completa possível. Por exemplo, é possível criar rotinas que combinem exercícios de força 2 ou 3 vezes por semana, juntamente com atividades cardio e de flexibilidade, para reforçar músculos e articulações.

 

CARDIO 731

 

  1. Observe as mudanças de temperatura e evite fazer esporte se estiver resfriado

 

É importante evitar as mudanças de temperatura. Quando faz frio, pode vestir um casaco térmico e impermeável que ofereça conforto e conserve a temperatura. Ao fazer esportes em uma academia, lembre-se de sempre incluir uma toalha para evitar o excesso de suor e ter água por perto, para manter a hidratação. Evite a prática excessiva de esportes se não se sentir bem. Se os sintomas do resfriado são leves, pode realizar uma atividade moderada, como um treinamento de musculação simples.

 

HIDRATACION 731

 

  1. A importância de relaxar

 

O estresse se produz quando certos episódios da vida superam nossa capacidade de enfrentá-los. Apesar de que pode afetar todos os órgãos, seus efeitos se concentram principalmente no coração e no sistema cardiovascular, que é obrigado a trabalhar de forma forçada, e no sistema imunitário, que reduz sua efetividade.

 

Quando aparece uma circunstância que o organismo interpreta como perigosa, as glândulas suprarrenais segregam cortisol. Se esta situação é única, uma vez normalizada a sensação de perigo, os níveis também são normalizados. Mas se pelo contrário, o estresse se torna crônico, o cortisol pode causar efeitos prejudiciais no sistema imunitário, promovendo maior predisposição a adoecer.

 

Uma boa maneira de controlar os níveis de ansiedade e relaxar é praticar atividade física como ioga entre duas e três vezes por semana em sessões de 30 minutos. Este tipo de exercício também melhorará a coordenação e fortalecerá o corpo, tornando-a uma atividade muito completa.

 

YOGA 731

 

Ao realizar alongamentos básicos ajudará a evitar as dores nas costas ou nas pernas, muito comuns em pessoas que passam muitas horas sentadas na frente do computador. Os alongamentos são básicos para que o corpo se prepare antes de realizar outros exercícios de mais intensidade ou para concluir uma rotina esportiva.

 

  1. Seguir uma dieta saudável e equilibrada

 

Fortalecer o sistema imunológico não só depende da atividade física, mas manter uma dieta equilibrada e rica em vitaminas também ajudará a melhorar o sistema imune.

 

A EFSA (Autoridade Europeia de Segurança Alimentar) reconhece que algumas vitaminas ou minerais (cobre, folato, ferro, selênio, zinco ou vitaminas A, B6, B12, C e D, entre outras) contribuem para o correto funcionamento do sistema imunitário.

 

DIETA SANA Y DEPORTE 731

 

No entanto, isto não significa que uma contribuição extra delas melhore a imunidade, nem que existam na população deficiências destes nutrientes. Diante de uma situação de clara deficiência de um nutriente envolvido no sistema imunitário, sua ingesta pode ter um efeito na resposta imune. Ingerir muita vitamina C apenas melhora o sistema imunitário no caso de existir uma carência.

 

A suplementação com nutrientes específicos sempre deve contar com a orientação de um nutricionista, como também no caso da alimentação esportiva, na qual existem numerosos mitos que são explicados neste artigo.

 

Na MAPFRE desejamos encorajar e fortalecer seu sistema imunitário escolhendo hábitos saudáveis, como a prática de exercício e dietas equilibradas. Seja qual for o tipo de atividade escolhida, o exercício oferecerá mais energia e perceberá uma maior sensação de bem-estar geral. Comece a incluir hábitos saudáveis em sua rotina, cuide-se hoje para estar bem amanhã.

 

 

[1] How to prevent infections. Harvard Medical School, 2016. (Acessado em 12/02/2022) 

 

 

 

ARTIGOS RELACIONADOS: