MAPFRE
Madrid 2,13 EUR -0,01 (-0,37 %)
Madrid 2,13 EUR -0,01 (-0,37 %)

SUSTENTABILIDADE| 11.01.2024

A MAPFRE reduzirá as emissões da carteira de investimentos do Grupo em 43% para 2030

Thumbnail user

Anuncia novos objetivos de descarbonização no âmbito da Aliança de Proprietários de Ativos Líquido Zero (NZAOA)

A MAPFRE anunciou hoje os objetivos individuais de redução de emissões de gases de efeito estufa aos quais se comprometeu há um ano, em janeiro de 2023, quando aderiu à Aliança de Proprietários de Ativos Líquido Zero (NZAOA, em sua sigla em inglês).

A MAPFRE uniu-se a esta aliança, criada em 2019 pela Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP FI), com a finalidade de realizar a transição de suas carteiras de investimento para emissões líquidas de Gases de Efeito Estufa (GEE) e ser uma empresa Net Zero (Nova Zelândia) em 2050. A NZAOA está formada atualmente por um total de 83 investidores institucionais, dos quais 69 já estabeleceram metas de redução de emissões.

Entre esses objetivos, destaca que a MAPFRE reduzirá em 43% a intensidade das emissões (TonCO2e/milhão de euros investido) de gases de efeito estufa (alcance 1 e 2) da carteira de investimentos do Grupo (renda fixa corporativa e renda variável) para 2030, empregando como linha base o ano de 2022.

Aumentará, além disso, o investimento em soluções que favoreçam a transição para uma economia baixa em carbono, como por exemplo o fundo MAPFRE Energias Renováveis II, FCR, um projeto inovador na Europa, recentemente lançado, que investirá em biometano e que, além de mitigar o impacto ambiental, contribui para melhorar as condições sociais e ambientais das comunidades onde investe.

A terceira meta marcada consiste em estabelecer diálogo ativo com pelo menos 20 grandes emissores de CO2e dentro da renda variável cotada e dos bônus corporativos da carteira de investimento da MAPFRE, bem como participar ativamente em grupos de trabalho de consulta sobre a transição financeira da Aliança e no grupo de trabalho de envolvimento/compromisso.

Com a adesão a esta nova aliança, a MAPFRE reforça seu compromisso com a descarbonização, avançar na luta contra a mudança climática e por continuar elevando a exigência de sustentabilidade de uma maneira firme e progressiva, com compromissos concretos que contribuam para a redução das emissões de gases de efeito estufa da carteira de investimento da multinacional.

Seu Plano de Sustentabilidade 2022-2024 que visa a avançar em objetivos estratégicos como qualificar com critérios ESG 90% de sua carteira de investimento a nível global até 2024, bem como neutralizar a pegada de carbono da empresa até 2030 e não investir nem segurar empresas de carvão, gás e petróleo que não tenham um plano de transição energética. 

Para mais informações: www.mapfre.com/pt-br/sustentabilidade/