MAPFRE
Madrid 2,16 EUR -0,04 (-1,73 %)
Madrid 2,16 EUR -0,04 (-1,73 %)

SUSTENTABILIDADE | 21.03.2023

O Projeto ‘Floresta MAPFRE’ reforesta 5 hectares de espaços danificados e compensa 17.000 toneladas de CO2e

Thumbnail user

A MAPFRE se une ao Dia Internacional das Florestas

  • O objetivo principal é recuperar ecossistemas, preservar a biodiversidade e neutralizar sua pegada de carbono.
  • Inaugura uma ‘Floresta Virtual’ para promover o consumo consciente de papel, luz, água e energia entre seus funcionários.
  • Em 2022, cumpriu com seu objetivo de ser uma empresa neutra em carbono na Espanha e em Portugal.
  • Para 2030, comprometeu-se a alcançar a neutralidade em todos os países onde opera.

A MAPFRE plantou pelo segundo ano consecutivo um total de 4.874 árvores no município de Cerdedo-Cotobade, em Pontevedra, e outras 1.667 no Parque Natural Sintra-Cascais, no norte de Portugal. Também participou de um projeto de ‘desmatamento evitado’ no Peru, que visa a proteger uma grande extensão intacta de floresta para evitar seu desmatamento.

Com os projetos realizados em Espanha e Portugal, a empresa contribuiu para repovoar quase 5 hectares de áreas afetadas por incêndios e que essas mais de 6.500 novas árvores absorvam 4.000 toneladas de CO2e da atmosfera. Com o que realizou no Peru, compensou um total de 13.294 toneladas de CO2e.

Todos eles fazem parte da ‘Floresta MAPFRE’, uma iniciativa que engloba as ações de reflorestamento da empresa, que visam a preservar a biodiversidade e o capital natural, bem como a criar reservatórios de carbono em áreas onde desenvolve sua atividade e neutralizar parte de sua pegada.

Recuperar a floresta

O projeto de reflorestamento realizado em Pontevedra (Galícia) foi realizado, pelo segundo ano consecutivo, no monte de Borela, que historicamente foi devastado pelos incêndios de 2016, 2017 e 2020. A MAPFRE colaborou com a empresa CO2 Revolution, para a recuperação da massa arbórea com vegetação autóctona, graças a um sistema que combina a plantação em massa mediante meios tecnológicos, com métodos de plantação tradicional, e estabeleceu corta-fogo naturais que minimizam o risco de incêndios. O projeto também impulsionou medidas para promover o trabalho, a economia, o turismo e o desenvolvimento da área a fim de reduzir o despovoamento rural.

Em Portugal, também pelo segundo ano consecutivo, a MAPFRE trabalhou junto à associação Plantar Uma Árvore com o objetivo de regenerar espaços protegidos através da plantação de 1.667 árvores de espécies nativas, de diferentes variedades, o que melhora a taxa de sobrevivência, a biodiversidade e a resistência ao fogo da massa florestal.

O projeto de ‘desmatamento evitado’ do Peru permitiu proteger o Parque Nacional Cordillera Azul (PNCAZ), bem como promover um uso sustentável da terra por parte das comunidades locais, ajudar as famílias a diversificar sua renda e a desenvolver planos de qualidade de vida, e a fortalecer as relações com os órgãos governamentais locais e nacionais.

Consumo responsável

A seguradora inaugurou recentemente sua ‘Floresta Virtual’, que faz parte do Plano Corporativo de Pegada Ambiental 2021-2030 da empresa e com o qual os funcionários conhecem o uso diário que fazem de energia, toner e papel e como estão contribuindo para reduzi-lo. O projeto explica a seus funcionários que a cada tonelada de papel que deixamos de imprimir, evitamos a derrubada de até 20 árvores, o consumo de 7.000 kWh e de 5.000 litros de água.

Voluntariado em 15 países

O reflorestamento também permite promover ações de voluntariado corporativo e de conscientização sobre a proteção ambiental. Em 2022, funcionários de 15 países como Argentina, Brasil, Costa Rica e México, participaram de atividades de plantação de árvores e limpeza de espaços naturais.