MAPFRE
Madrid 2,16 EUR 0,01 (0,56 %)
Madrid 2,16 EUR 0,01 (0,56 %)

CORPORATIVO|26.06.2024

MAPFRE AM amplia sua gama de fundos de investimento sustentáveis

Thumbnail user
  • São o MAPFRE AM European Equities, MAPFRE AM Iberian Equities e MAPFRE AM Good Governance, reconhecidos como artigo 8 após integrar critérios ESG em suas decisões de investimento.
  • Estes fundos se somam ao MAPFRE AM Capital Responsable e MAPFRE AM Inclusion Responsable, com características ambientais e sociais, ao MAPFRE AM Inclusion Responsável, e ao MAPFRE Energías Renovables II, o primeiro fundo de biometano puro na Europa.
  • A companhia foca em investimentos que contribuam para melhorar a sociedade e o meio ambiente e continua trabalhando para incorporar mais produtos deste tipo.
  • Entre seus objetivos de investimento se destaca, conseguir que pelo menos 50% dos novos produtos lançados ou modificados pela MAPFRE AM cumpram com critérios de sustentabilidade.

MAPFRE AM, administradora do Grupo MAPFRE, ampliou o número de fundos com os quais os clientes podem alcançar não apenas uma rentabilidade financeira, mas também uma rentabilidade social, ao receber a aprovação do supervisor luxemburguês (CSSF) para classificar três fundos como Artigo 8 segundo o Regulamento de Transparência (SFDR).

Especificamente, trata-se do MAPFRE AM European Equities, de renda variável europeia; o MAPFRE AM Iberian Equities, com foco principalmente em ações espanholas; e o MAPFRE AM Good Governance, que incorpora empresas com boa governança corporativa em carteira.

São três produtos que já eram comercializados, mas que agora incorporam critérios ESG em suas decisões de investimento. “Damos um novo passo em nosso compromisso de contar com cada vez mais produtos sustentáveis. Tradicionalmente, esses fundos são bons, mas damos um salto qualitativo ao focar em investimentos que contribuam para melhorar a sociedade e o meio ambiente. Continuaremos trabalhando para incorporar mais fundos deste tipo“, explica Álvaro Anguita, CEO da MAPFRE AM.

Precisamente, está sendo feito um trabalho para conseguir a qualificação como artigo 8 (SFDR) para o MAPFRE AM Global Bond Fund, que nasceu da fusão de dois fundos no início de 2021, o MAPFRE AM Global Bond Fund, um fundo de renda fixa global, e o Capital Investment Spain International Fund, administrado pela Amundi exclusivamente para as empresas da MAPFRE desde 1993. Este fundo busca oportunidades de investimento nos diferentes mercados internacionais de bônus, tanto soberanos como corporativos e tanto de países desenvolvidos como emergentes.

 

Inclusão e meio ambiente

Esses fundos são somados ao MAPFRE AM Capital Responsable, um fundo misto que promove características ambientais e sociais, e ao MAPFRE AM Inclusion Responsable, que está classificado como Artigo 8 e cuja estratégia se baseia em incorporar companhias comprometidas com a inclusão profissional de pessoas com deficiência. Além disso, dentro do catálogo de fundos alternativos, a MAPFRE lançou no final do ano passado o primeiro fundo de biometano puro na Europa, o MAPFRE Energías Renovables II, também classificado sob SFDR como artigo 9.

A incorporação destes produtos dentro desta categoria acarreta uma série de obrigações, como a preparação de um relatório anual onde ficará refletido como os investimentos realmente contribuíram para iniciativas sociais e ambientais.

 

A sustentabilidade e estratégia de negócio

A MAPFRE desenvolve seu compromisso com a sustentabilidade integrando critérios ambientais, sociais e de governança no negócio e também nas suas decisões de investimento. Além de desenvolver produtos de investimento sustentável, a empresa avalia a pegada de carbono dos investimentos do Grupo, proporciona treinamento ESG às equipes de investimento e elabora uma guia de investimento socialmente responsável para que suas equipes possam implementá-la.

Também conta com objetivos ambiciosos, dentro do seu Plano de Sustentabilidade 2024-2026, como qualificar 95% da carteira de investimentos em nível global com critérios ESG em 2026, reduzir 20% das emissões da carteira de investimentos e conseguir que pelo menos 50% dos novos produtos lançados ou modificados pela MAPFRE AM cumpram com critérios de sustentabilidade.

Nesta linha, também se destacam outros objetivos públicos, como não investir em companhias de carvão, gás e petróleo que não estejam comprometidas com um plano de transição energética.