MAPFRE
Madrid 1,963 EUR -0,01 (-0,46 %)
Madrid 1,963 EUR -0,01 (-0,46 %)

SUSTENTABILIDADE| 10.05.2023

Biometano, o futuro da energia limpa?

Thumbnail user

O Biometano ganhou recentemente muito protagonismo nos meios de comunicação, com grandes manchetes sobre sua eficiência, sustentabilidade, sobre energia limpa e sobre os debates que gera entre indústria e política, mas sabemos realmente como se produz e que usos tem ao alcance da população geral?

O biometano é um tipo de gás renovável produzido a partir de matéria orgânica biodegradável, como resíduos agrícolas e alimentares, estrume, lodos de depuradora, culturas energéticas, entre outros. Sua produção baseia-se na decomposição destes materiais em um ambiente sem oxigênio, produzindo biogás composto principalmente por metano e dióxido de carbono. Em seguida, o biogás é purificado para obter biometano, que é similar em composição ao gás natural.

Com isso, o biometano é uma fonte de energia renovável e limpa, já que sua produção e uso contribuem para a luta contra a mudança climática. Além disso, pode ser utilizado nos mesmos processos e aplicações que o gás natural, como na geração de eletricidade, aquecimento, cozinha, transporte e outros usos industriais.

Quais são os benefícios do biometano?

O uso do biometano tem diversos benefícios, sendo o principal a redução de emissões de gases de efeito estufa: ao produzir biometano se evita a emissão de metano, um gás de efeito estufa extremamente potente, que é produzido a partir da decomposição da matéria orgânica em aterros sanitários e outras fontes.

Além disso, o biometano pode ser utilizado como substituto do gás natural fóssil, reduzindo assim a dependência dos combustíveis fósseis e ajudando a mitigar os efeitos da mudança climática.

Ao ser produzido a partir de resíduos orgânicos, reduz a quantidade de danos que são enviados aos aterros, o que pode contribuir para a redução da poluição.

Outra vantagem do biometano é que pode ser armazenado e utilizado como fonte de energia renovável quando não há sol ou vento suficientes para gerar energia solar ou eólica.

Por último, a implementação desta nova fonte de energia renovável pode influenciar a geração de emprego tanto na agricultura, na indústria e na tecnologia, como em outros setores.

Que usos o biometano pode ter?

O biometano é um combustível renovável versátil que pode ser utilizado em diversos âmbitos. Alguns dos usos mais comuns são:

  • Veículos: o biometano pode ser utilizado como combustível para veículos, seja em forma comprimida (como gás natural veicular) ou liquida (como gás natural liquefeito). Os veículos que utilizam biometano produzem menos emissões poluentes e de gases de efeito estufa que os veículos que utilizam gasolina ou diesel.
  • Geração de eletricidade: o biometano pode ser utilizado para gerar eletricidade em centrais elétricas ou em motores de cogeração. A eletricidade gerada a partir do biometano é uma fonte de energia renovável e de baixo impacto ambiental.
  • Alimentação da rede de gás natural: o biometano pode ser injetado na rede de gás natural existente e utilizado para aquecer edifícios, cozinhar e outros fins de consumo de gás natural.
  • Indústria: o biometano pode ser utilizado como fonte de calor em processos industriais, substituindo combustíveis fósseis como o gás natural e o petróleo.

    Como se produz o biometano?

    O biometano é produzido a partir de matéria orgânica mediante um processo chamado digestão anaeróbica. Este processo implica a decomposição bacteriana da matéria orgânica na ausência de oxigênio, o que produz biogás. O biogás é formado principalmente por metano e dióxido de carbono e, a partir de um processo, pode ser limpo e purificado para produzir biometano de alta qualidade.

    O processo de produção de biometano começa com a coleta e classificação dos resíduos orgânicos, que podem incluir resíduos alimentares como desperdícios, cascas de frutas, restos, etc. Também podem ser resíduos agrícolas e estrume. Estes resíduos se misturam e são introduzidos em um digestor anaeróbico, onde se decompõem através da ação de bactérias específicas que produzem biogás como subproduto.

    O biogás produzido no digestor é formado principalmente por metano e dióxido de carbono, junto com pequenas quantidades de outros gases. O biogás é purificado para eliminar o dióxido de carbono e outros poluentes, o que produz biometano de alta qualidade com múltiplas aplicações como as descritas anteriormente.

    O biometano é realmente sustentável?

    A sustentabilidade do biometano depende em grande medida de como é produzido e utilizado. Se for produzido a partir de resíduos orgânicos e resíduos agrícolas, que de outra forma poderiam ter sido descartados, e utilizado em vez de combustíveis fósseis, pode ser uma fonte de energia renovável e sustentável. Além disso, o biometano produz menos emissões de gases de efeito estufa em comparação com os combustíveis fósseis, o que pode ajudar a reduzir o impacto da mudança climática.

    É importante considerar a redução de emissões obtida graças ao aproveitamento do digestato, um resíduo produzido durante o processo de metanização. Ao utilizar os digestatos como fertilizantes orgânicos para culturas e para melhorar o solo, é possível reduzir o custo de produção dos fertilizantes minerais, o que, por sua vez, evita as emissões associadas à sua produção. De fato, pode-se conseguir uma redução de até 13 kg de CO2eq por tonelada de fertilizante ao substituir os fertilizantes tradicionais por este tipo de digestato.

    Em conclusão, o biometano é uma das melhores opções para uma energia renovável e limpa, que ajude a alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável marcados na Agenda 2030. 

     

    ARTIGOS RELACIONADOS: