ZoomTalentoPrensa

5
continentes

 

34.000
colaboradores

Investimos por princípios, convencemos pela lucratividade

Assumimos a parte que nos interessa no desenvolvimento sustentável

Trabalhamos com conhecimento e reflexão para criar debate público

M

INOVAÇÃO| 23.02.2021

O poder da inteligência artificial na avaliação de danos ao veículo: um detector de riscos e batidas em tempo real

Thumbnail user

Contratar um seguro para o seu veículo usado a qualquer hora, em poucos minutos e sem precisar realizar deslocamentos. Isto será possível graças à iniciativa lançada pela MAPFRE, que utiliza um modelo pioneiro de inteligência artificial capaz de detectar amassos, riscos ou pequenos defeitos na carroceria em tempo real, a partir de fotografias tiradas com o seu próprio celular. Para isso, a empresa contou com a colaboração da ControlExpert, fornecedora alemã de serviços de tecnologia de IA para o mercado segurador, que treinou o algoritmo usando milhares de imagens fornecidas pela seguradora até alcançar uma precisão de mais de 95%.

Suponha que você tenha comprado um veículo usado, o modelo exato que você vinha procurando há meses, e que cumpre com todas as suas expectativas. Após a aquisição, a primeira coisa que você precisa fazer é contratar um seguro e, o mais importante: de uma forma simples e rápida. Até agora, a maioria das empresas de seguros ofereciam a possibilidade de ir a um local autorizado para que o perito regulador avaliasse o estado do veículo. Nos últimos anos, pudemos observar que as principais empresas também permitem fotografar a carroceria do automóvel e enviar as imagens para verificação manual antes da confirmação da apólice definitiva, um processo que normalmente dura vários dias. Essa realidade vai mudar nos próximos meses. Graças à inteligência artificial (IA), a MAPFRE encontrou a solução mais ágil e segura.

 

“O modelo permite mostrar o estado da carroceria do veículo sem que o proprietário precise se deslocar e sem a intervenção de peritos reguladores, além de possibilitar a ativação da apólice instantaneamente”

Nas próximas semanas, a seguradora espanhola vai lançar um piloto com clientes para realizar a verificação automática de danos por meio de um algoritmo, disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano, aplicado à contratação de seguros para veículos usados. O que significa essa evolução? Que você poderá mostrar o estado da carroceria do seu carro sem ter de se deslocar e sem a necessidade de intervenção de um perito regulador ou especialista, e, com isso, poderá ativar a sua apólice instantaneamente. “A avaliação automática de danos é a peça que faltava para o impulso definitivo e exploração do verdadeiro potencial da verificação digital por meio de fotografias, iniciada em 2019”, afirma Alberto Rodríguez, chefe técnico da Área de Automóveis Particulares da MAPFRE España.

 

Passo a passo com o celular

Para o usuário, o funcionamento é confortável e, sobretudo, simples, o que torna tudo imediato e possibilita a contratação de um seguro com coberturas ampliadas a qualquer momento. Quando o cliente conclui a contratação on-line do seguro, ele ou ela recebe um SMS com um link para uma solução web no smartphone que o orienta a tirar de fotos de vários ângulos: laterais direita e esquerda, dianteira e traseira. A novidade introduzida neste piloto é um algoritmo de aprendizado profundo (tecnologia de ponta conhecida como Deep learning) que analisa as imagens em tempo real e identifica a presença ou ausência de qualquer tipo de dano. Esta informação permite ajustar a apólice de forma que ela seja personalizada para o cliente. Caso esteja em conformidade, o cliente poderá aproveitar seu seguro sem esperas nem deslocamentos. E tudo isso sem intervenção humana.

 

Treinamento supervisionado

Como é possível que a inteligência artificial saiba, por exemplo, distinguir o que é uma simples mancha de um amassado? Com treino. Muito treino. E nisso a colaboração entre a ControlExpert e a MAPFRE foi essencial. A parceria tecnológica alemão forneceu um modelo inicial pré-formado com milhões de fotos de veículos de diferentes modelos e países. A seguradora espanhola forneceu mais algumas milhares de imagens (tratadas de forma anônima) de veículos que correspondiam a contratos reais dos últimos anos, ou seja, que representavam casos de uso na Espanha. “Para treinar o modelo preditivo, primeiro é preciso ensiná-lo. Para isso, alimente-o com um volume muito alto e variado de imagens e com a resposta esperada para cada uma delas, ou seja, com informações sobre os danos presentes. Desta forma, após este processo de aprendizado, é possível apresentar ao modelo uma fotografia que ele nunca viu e ele é capaz de determinar se o veículo tem ou não danos. Os resultados que obtivemos são espetaculares, possibilitando automação seletiva com 95% de precisão”, explica Daniel Almodóvar, Innovation Delivery Manager da MAPFRE.

 

“Um algoritmo de aprendizado profundo (deep learning) analisa as imagens em tempo real e identifica a presença de qualquer tipo de dano”

No desenvolvimento deste projeto, participaram equipes transversais das duas empresas, unindo especialistas em análise de dados, negócios e inovação com engenheiros da CESVIMAP (centro de P&D da MAPFRE), especialistas em perícia etc. Para Andreas Witte, diretor do departamento de tecnologia e CTO da ControlExpert, tem sido um orgulho “desenvolver uma cooperação sólida com a MAPFRE e apoiá-la para estar na vanguarda da indústria de seguros, fornecendo os mais recentes produtos e serviços orientados por IA”. Witte confirma que seus produtos, desenvolvidos em cooperação entre seu departamento de pesquisa e universidades e institutos de pesquisa internacionais, são baseados em tecnologias líderes, como Generative Adversarial Networks (GANs) e Instance Segmentation, que conseguem implementar ao máximo os modelos preditivos precisos para os clientes. A avaliação digital dos danos por meio da IA pode influenciar positivamente os seguros, em um mercado que conta com dezenas de milhares de contratações por ano. Falamos de mais de 1,8 milhão de transações de automóveis usados em 2020, um número que tem previsão de subir 4% este ano, de acordo com dados da consultora MSI para a entidade patronal de concessionárias Faconauto. 

 

Nível muito elevado de acertos

Analisar esta quantidade de imagens exigiu um esforço enorme para aperfeiçoar o modelo. No início, quando a fotografia não tinha boa qualidade ou estava mal iluminada, a inteligência artificial detectava a imagem dos sensores de estacionamento, presentes em muitos dos modelos modernos, como pancadas ou marcas na carroceria. Para conseguir um nível muito alto de sucesso, a IA precisou aprender todos esses padrões. Segundo fontes da MAPFRE, dois terços dos contratos são de automóveis sem danos, e um terço têm algum tipo de batida ou marca. Destes, metade tem danos de gravidade baixa, que não são tão fáceis de perceber.

 

“Com muito treinamento, foi possível ensinar a inteligência artificial a distinguir o que é uma simples mancha de uma batida”

A avaliação automática por meio de imagens com IA faz parte dos objetivos estratégicos da MAPFRE seguradora e da MAPFRE Open Innovation (MOI), divisão de inovação da empresa. Com a colaboração da ControlExpert, parceira tecnológica de peso no mercado segurador, a MAPFRE criou um sistema único e personalizado, pioneiro na Espanha na contratação de seguro de veículos usados e com um enorme potencial para ser aplicado a outros casos. O futuro da IA no setor é promissor.

Além do seguro de automóveis, sistemas como este também podem ser aplicados à contratação de seguros residenciais ou comerciais. O segredo para estes produtos de nova geração é agilizar os processos e proporcionar ao cliente uma experiência personalizada, simples e moderna. Em resumo, oferecer ao cliente uma melhor experiência e uma gestão mais moderna, adequada ao novos tempos.