MAPFRE
Madrid 2,136 EUR -0,01 (-0,56 %)
Madrid 2,136 EUR -0,01 (-0,56 %)

CORPORATIVO| 22.06.2023

90 anos: a história de uma pequena mútua espanhola que se tornou uma empresa global

Thumbnail user

1933-2023: 90 anos que são a história da MAPFRE. A empresa que conhecemos hoje tem pouco a ver com a que foi fundada em 16 de maio de 1933. Tudo é diferente, porque a história nesses 90 anos mudou muito e a MAPFRE foi se adaptando a essa nova realidade. Há muitas diferenças, no entanto, a essência continua sendo a mesma que em suas origens: proteção, cuidado com os clientes, apoio à sociedade.

Muitas coisas mudaram, mas há outras que permanecem inalteradas. A alma da empresa continua a mesma, bem como as empresas que têm um propósito, que existem porque têm algo a contribuir, porque os clientes confiam nelas e porque a empresa os acompanha em todos os momentos, e principalmente nos mais difíceis. Cuidamos do que importa para você é nosso propósito hoje. Sem declará-lo explicitamente como tal, tem sido assim desde o início de sua jornada.

Em 1933, foi fundada a Mutualidade de Seguros do Agrupamento de Proprietários de Fincas Rústicas da Espanha, com o objetivo inicial de cobrir acidentes de trabalho no campo. Essa foi a primeira e principal atividade da MAPFRE no início de sua existência… mas logo a empresa começou a expandir suas linhas de negócio e explorar o negócio do seguro de automóveis (e máquinas agrícolas, tão relacionadas à sua atividade original). Assim, ela antecipou o que viria a ser a obrigatoriedade do seguro de automóveis, que se concretizou em 1965.  Antecipação e visão de futuro são as características que definiram a atividade da MAPFRE e, como demonstra este dado, são inatas à empresa desde suas origens.

A criação de uma rede territorial em toda a Espanha, que hoje continua sendo a mais importante do país, com 3.000 escritórios, e a entrada no negócio do seguro de Vida, também são etapas muito destacáveis nos primeiros 25 anos da empresa. Uma época em que também começa a ser feito algo inédito. Foram lançadas as campanhas de publicidade para atrair clientes de automóveis e o trevo se tornou um símbolo da MAPFRE. Um símbolo que permanece até hoje e que identifica à empresa.

Conceitos como o reparo em vez da indenização ou a modernização do serviço de automóveis, para criar os centros de perícia e pagamento rápido, chegam à MAPFRE e, portanto, ao setor segurador. Esse desejo de se antecipar às necessidades dos clientes e de transferir as melhores práticas de cada mercado tem sido uma constante na história da MAPFRE, e tem se potencializado ainda mais nos últimos anos. Essa inovação sempre esteve no DNA da MAPFRE.

Superando os problemas que surgiram, e que também existem, a década de 1980 assinala duas realizações na história da MAPFRE: 1983 foi o ano em que a MAPFRE alcançou a liderança na Espanha e, um ano depois, ela iniciou o processo de internacionalização do Grupo. A Colômbia foi o primeiro país em que a MAPFRE desembarcou. Logicamente, a América Latina, por motivos de idioma, cultura e de laços históricos, é o mercado natural do Grupo, embora não parasse por aí: a expansão da MAPFRE hoje abrange quase 40 países. Mas é precisamente na América Latina onde a internacionalização da MAPFRE é mais intensa e, na atualidade, a MAPFRE é a seguradora líder nesta região, superando empresas locais e grupos multinacionais que chegaram a esse continente muito mais tarde.

Esse processo de expansão começaria na Europa anos depois, onde o mercado segurador é muito mais amadurecido e, justamente por isso, mais difícil. Em 2014, a MAPFRE comprou duas empresas na Itália e na Alemanha, que hoje se tornaram a Verti. São duas empresas dedicadas ao seguro direto, isto é, venda telefônica e, principalmente, online, um segmento no qual a MAPFRE já havia entrado em 2011 com a criação da Verti na Espanha.  Aos poucos, a MAPFRE aumentou sua presença em diferentes países da Europa e, em 2008, deu um salto muito maior com a compra da Commerce, a operação mais importante realizada pela MAPFRE em sua história: uma seguradora nos Estados Unidos que hoje está no top 25 do seguro de automóveis, o mais importante para o Grupo, pois representa 20% de todo o negócio.

Ainda faltavam dois continentes aos quais a MAPFRE também chegará: África, onde a presença da MAPFRE é através de Assistência, um modelo de negócio hoje totalmente reconvertido e focado no relacionamento digital, que inclusive tem um novo nome: MAWDY. A entrada em muitos dos países da Ásia teve lugar através da MAPFRE RE, a resseguradora do Grupo, que hoje tem negócio em mais de cem países.

Ao mesmo tempo, foram assinados os primeiros acordos que representam a expansão dos pontos de distribuição dos produtos da MAPFRE. Em alguns casos, estes foram acordos locais, mas em outros foram estabelecidas alianças entre bancos e seguradoras com grandes corporações, como o Banco do Brasil, um parceiro com o qual foi criado um dos maiores grupos financeiros desse país.

Na década de 1990 também aconteceu um fato que marcou a história da MAPFRE: a entrada na bolsa de valores, o que facilitou o acesso ao capital. O ano de 2006 foi um grande marco no futuro da empresa, pois a MAPFRE realizou um processo nunca antes visto na história da Espanha: sua desmutualização para se tornar uma sociedade anônima. A partir desse momento, todos os negócios da MAPFRE foram cotados em bolsa. Foi um processo muito complexo, porque não tinha precedentes, mas que pode ser qualificado como modelo.

Todo o processo de expansão, não apenas geográfica, mas também de produtos e negócios, exigiu estruturas centralizadas, que ofereçam suporte a todo o negócio, para que a MAPFRE fosse muito mais do que a soma de negócios nos diferentes países. Assim, ela se tornou uma empresa global, com 31 milhões de clientes, mais de 31.000 trabalhadores e um volume de prêmios superior a 24,5 bilhões de euros, sendo parte das grandes seguradoras mundiais. A MAPFRE é hoje uma das dez seguradoras europeias em volume de prêmios. Além do negócio segurador e ressegurador, a última década também teve o impulso para a gestão de ativos.

A MAPFRE vivenciou em primeira pessoa as grandes mudanças da economia, mas também foi aliada de muitas empresas que há décadas deram o passo, assim como a MAPFRE, de ir para o exterior. Essas empresas são multinacionais que precisam de uma oferta diferente, cobrindo necessidades muito específicas, e foi essa especialização que deu lugar à MAPFRE Global Risks: a unidade do Grupo especializada em soluções para grandes riscos.

Tecnologia, digitalização, novas formas de trabalho, inovação (com um modelo próprio criado pelo Grupo em parceria com startups), muticanalidade, etc., são hoje tendências muito presentes no dia a dia da empresa. Também não podemos esquecer a importância e o compromisso da MAPFRE com a sustentabilidade, um conceito presente na agenda pública de qualquer grande empresa. Com uma abordagem própria, sem nunca esquecer das pessoas, a sustentabilidade também é uma realidade no futuro da MAPFRE.

E a história da MAPFRE não poderia ser entendida sem a presença de sua Fundación. O compromisso do Grupo assumido em 1975 para demonstrar que é possível fazer negócios e, ao mesmo tempo, ajudar aqueles que mais precisam é simplesmente a ambição e a demonstração palpável do compromisso da MAPFRE com as sociedades dos países em que opera.

90 anos com sucessos e fracassos, que aconteceram, mas assim é a vida de uma empresa, assim como a de qualquer ser vivo. Uma empresa que não fica parada, que está em movimento constante, que muda o que não deu certo e melhora o que é positivo. 90 anos depois de sua criação, a MAPFRE conserva sua essência, hoje escrita em seu propósito: “Cuidamos do que é importante para você”.