ZoomTalentoImprensa

5
continentes

 

34.000
colaboradores

Investimos por princípios, convencemos pela lucratividade

Assumimos a parte que nos interessa no desenvolvimento sustentável

Trabalhamos com conhecimento e reflexão para criar debate público

M

FINANÇAS | 8.02.2020

Três estratégias de investimentos para aumentar sua poupança

Thumbnail user

Fazer uma reforma, trocar de carro ou manter o padrão de vida após a aposentadoria? Há diversos motivos para começar a economizar, mas quais são os principais para fazer isso da forma certa? 

Muitos poupadores se concentram apenas em aumentar sua renda e poupar gradualmente uma porcentagem dela. No entanto, há um terceiro passo tão importante quanto os outros dois: fazer esse dinheiro render.

Obter uma rentabilidade positiva sobre o dinheiro acumulado ou, em outras palavras, uma rentabilidade que, pelo menos, exceda a inflação é o ponto de partida de qualquer estratégia de poupança. Em relação a isso, Ismael García, gerente de investimentos e consultor de fundos da MAPFRE Patrimonial Management, afirma: “O melhor momento para investir era ontem. Quanto mais cedo você começar, mais os juros compostos renderão para você”.

Quatro pontos-chave para todo investidor

Ismael García, reconhecido recentemente como o melhor consultor de fundos da Espanha, destaca que existem quatro recomendações padrão para todos os tipos de investidores:

  1. Fazer assinaturas periodicamente. Dessa forma, a pressão para determinar o melhor momento do mercado diminui e se reduz a possível aversão às perdas.
  2. Aumentar o impacto dos investimentos socialmente responsáveis. Cada vez mais empresas estão se beneficiando dos esforços para contribuir para um mundo mais sustentável. É o que mostra um estudo recente conduzido por três das mais prestigiadas escolas de negócios do mundo (HEC Paris, MIT Sloan e Toulouse School of Economics) e conclui que: os investidores estão dispostos a pagar mais por empresas com impacto social positivo.
  3. Disciplina e consistência. Comprovou-se que mudanças frequentes nos critérios prejudicam a lucratividade em longo prazo. Portanto, os especialistas recomendam estabelecer um sistema de poupança e seguir um horizonte de tempo.
  4. Procure especialistas do setor. Assim como procuramos aconselhamento para uma questão jurídica, é importante contar com a ajuda de um bom consultor financeiro que entenda suas necessidades e ajude você a atingir seus objetivos.

Partindo desse princípio, o próximo passo é perguntar-se: por que motivo estamos poupando? Quando você tem um objetivo claro, pode definir um horizonte de tempo e determinar quais são os instrumentos mais adequados para segui-lo. 

Não é uma boa hora para ser um investidor de perfil conservador

Inversor conservador

Segundo os gerentes da MAPFRE Patrimonial Management, a composição tradicional de uma carteira de ativos para um investidor conservador não parece ser a mais adequada para os próximos anos. Com taxas de juros negativas e inflação acima de 1%, investir em depósitos resulta em perda do valor de compra. Em relação aos títulos, Ismael García destaca: “A renda fixa não é mais uma boa fonte de retornos e sua capacidade de absorver a volatilidade dos mercados de renda variável está sendo questionada devido aos retornos muito baixos”.

E qual seria a solução para o investidor conservador? Expandir o horizonte de tempo, ou seja, investir por um período maior a fim de aumentar o nível de volatilidade da sua carteira. Nesse aspecto, os especialistas da MAPFRE Patrimonial Management recomendam fundos globais de renda variável que invistam em empresas consagradas de grande presença internacional. Esse será o mecanismo de rentabilidade da carteira, que se manterá em uma posição conservadora na renda fixa. Para isso, explica Ismael García, “devemos investir em fundos menos suscetíveis a um possível aumento nas taxas (monetárias ou de curto prazo)”. Por fim, recomenda-se incrementar a carteira com fundos flexíveis de renda fixa sempre que o gerente definir a distribuição mais vantajosa por tipo de ativo e área geográfica, de modo a “trazer à carteira um retorno adicional de lucratividade, especialmente nas áreas ou ativos em que há chance de menores taxas”.

  • Renda variável: 20 a 25%
  • Renda fixa em curto prazo: 50%
  • Renda fixa: 30 a 35%
  • Objetivo de volatilidade: menos de 5%
  • Horizonte de tempo: mínimo de 18 meses

Investidor de perfil moderado: mais ferramentas disponíveis

Inversor moderado

Por apresentar um horizonte de tempo maior (entre três a cinco anos), você poderá aumentar o impacto da renda variável. Na MAPFRE Gestión Patrimonial, recomendamos para esse perfil uma pequena exposição a mercados emergentes devido à sua crescente importância no setor de crescimento econômico global, especialmente no de renda variável dos países asiáticos, devido à capacidade de aumentar os lucros das empresas que atuam no mercado interno”.

 

  • Renda variável: 40 a 45%
  • Renda fixa em curto prazo: 30%
  • Renda fixa: 25 a 30%
  • Objetivo de volatilidade: menos de 10%
  • Horizonte de tempo: mínimo de 48 meses

Quando o investidor está decidido, há um período amplo para superar a volatilidade

 

Inversor atrevido

Dez anos é tempo mais do que suficiente para o investimento superar a volatilidade de curto prazo associada à renda variável e obter os melhores retornos em longo prazo. Em relação a isso, os gerentes recomendam que o investidor decida uma carteira 100% renda variável, com setores e tipos de empresas bem diversificados e com foco especial em valorizações. É recomendado investir em empresas com capital de pequeno e médio portes, maior exposição a mercados emergentes e investimento em fundos globais com empresas líderes em suas carteiras”.

  • Renda variável: 100%
  • Objetivo de volatilidade: não aplicável
  • Horizonte de tempo: mínimo de 96 meses